Richarlison vendido. Aonde essa filosofia vai nos levar?

Richarlison chegou no Fluminense ano passado depois de uma boa série B pelo América MG.

Moleque novo, veio como aposta, aposta cara é verdade (R$ 10 Milhões por 50% dos direitos), mas ainda assim aposta.

É valor de jogador pronto, ainda mais num clube que conta dinheiro. E foi tratado pelo clube, erradamente, como jogador pronto.

Mais que isso. O Fluminense tratou Richarlison como substituto do Fred. Hoje irão negar, mas foi contratado pra isso.

Veja o que o Peter falou em entrevista ao Lance: “A saída de um ídolo deixa saudades, mas não impede que o clube continue com o foco de construir um futuro. Temos dois promissores camisa 9. O Richarlison, que foi uma aquisição, e o Pedro, que ainda tem mais dois anos de sub-20 pela frente. O foco no Fluminense é ter um desenvolvimento sustentável, não trabalhamos pensando em alívios imediatos.”

Há dois erros aí:

1 – Richarlison foi contratado como substituto de Fred, camisa 9. Nunca foi. Sempre rendeu mais pelo lado do campo. Fico me perguntando como um clube de ponta como o Fluminense contrata um jogador sem ao menos conhecer sua característica, como joga, como gosta de receber a bola e quais as funções que é capaz de executar. É tudo empírico. Foram conhecendo o jogador ao longo do tempo.

2 – Arriscar num campeonato difícil como o brasileiro colocar dois meninos não prontos para disputar a posição de centroavante. Pedro, inclusive, um ano depois, ainda não está pronto.

Resultado? Nem Pedro, nem Richarlison performaram em 2016. Com isso o Fluminense correu (e quem corre faz maus negócios) e contratou o Dourado por um valor maior do que recebeu pela venda do Fred, ídolo do clube e jogador de nível de seleção. E tome de  estrangular o caixa do Fluminense…

Veio 2017.

Hoje Richarlison, na sua verdadeira posição, começa a render. Ele e Dourado são a melhor dupla em ação do futebol brasileiro no ano.

No auge da performance do jogador no clube, quando o jogador começa a dar o retorno esportivo esperado, ele sai.

Financeiramente foi bom. Foi, claro. Compra por 10, vende por 45, umas 23 milhas são do Flu, paga quem tem que pagar e sobra uma grana que talvez pague 2 folhas de pagamento mensais.

Sem  Richarlison em campo a nossa chance de libertadores em 2018, que já nem era muito grande, reduz consideravelmente.

E agora a gente começa um novo processo com um outro jogador também jovem, outra incógnita. E quando esse processo começar a dar frutos esportivos vamos vender de novo.

E sem usar essa grana para contratar jogador pronto e que pode nos ajudar agora e mudar o Flu de patamar esportivo.

Só garoto. Só aposta. E antes do retorno, o Fluminense vende.

Não dá. Essa filosofia nos diminui ano após ano.

E nem dá pra dizer que vamos virar o Botafogo.

Porque virar o Botafogo já seria ótimo em 2018.

 

Blog do torcedor do flu no Globoesporte, Futebolzinho.com. Gestão Técnica de Futebol e Análise de Desempenho pela Universidade do Futebol.

Comments

  1. Haroldo Silis

    Senti calafrios quando mencionou duas folhas de pagamento. É claro que o Fluminense pode empregar a grana com outras contas, mas, tratando-se de Fluminense que tem um conjunto de receitas mirradinho, que contava moedinha até um dia desses (e ainda deve contar) eu não duvido que a grana impressionante vá ser destinada a pagar o que deve aos seus funcionários. Aí vem a dúvida: e depois? Mesmo que sejam mais de dois meses de salários, a venda do Rich70 não será destinada pra contratar ninguém? O tempo dirá e eu desejo estar equivocado. Que amanhã apareça outro jogador fechado com o Fluminense. Aliás, eu me pergunto o que irão fazer com o Cava e o Marquinho, dois salários altos que não estão sendo aproveitados como poderiam. Um porque perdeu a posição, outro por questões não divulgadas que só podemoa supor.

  2. Fernanda Souza

    Acho que o clube está dando mole na administracão de recursos!!!! Jogadores jogam bem quando o time ta bem!!! Se vender todo mundo, corre risco de jogadores como Scarpa, Wendel, etc cairem de producao!

    Imagina o Scarpa lançar pro Pedro?? Aquilo mata qualquer meio campo!

  3. Carlos Gaia

    Achei que iriam conseguir (e lutar) pelo menos 60 milhões nele, se ficasse até dezembro (mesmo vendido) seria um ótimo negócio, mas o Flu entrega antes e recebe depois, geralmente abaixo do valor…..volta Sornoza, volta Douglas, senão vai ser brabo.

    ST