Botafogo – 13 Reasons Why

1 – Na pré-libertadores foi o time que mais desarmou corretamente seu adversário. Foram 57 desarmes certos em 4 jogos, líder nesse quesito.

2 – Na pré-libertadores, foi o segundo time que mais fez interceptações, 17 em 4 jogos.

3 – Bruno Silva foi o jogador que mais desarmou na pré-libertadores: 15 vezes em 4 jogos. Média ótima de 3,8 por jogo.

E o Botafogo passou pra fase de grupos quando quase todo mundo duvidava.

Dúvida essa que perseguia o clube depois de uma situação de quase insolvência causada pela dobradinha Assunção/Poder Público (que covardemente lhe tirou o Engenhão para beneficiar o consórcio que assumia o Maracanã). E enquanto o governador está preso, o Botafogo orgulha seu torcedor.

4 – Na libertadores a agressividade na marcação continua. O time desarma seu adversário em média 20,6 vezes por partida, a segunda maior entre todos os participantes.

5 – Essa marcação implacável leva o time a ter a defesa menos vazada da competição. O botafogo levou apenas 5 gols em 8 jogos.

6 – Depois de perder Diogo Barbosa na lateral esquerda, o Botafogo mantém o nível com o Vitor Luis, ótima oportunidade encontrada pelo clube.

7 – Possui dois goleiros de excelente nível: Jeferson e Gatito.

8 – Possui um cara no meio campo que marca, sabe jogar e dá o ritmo do time o tempo todo. João Paulo. Ele dá sustentação ás subidas do Bruno Silva, organiza o jogo, roda a bola e tem uma inteligência tática muito acima da média.

9 – Usa a base de forma responsável. Os melhores jogadores sobem, como Matheus Fernandes, que brilha no profissional depois de ser Campeão Brasileiro sub 20.

10 – Joel Carli é um zagueiro de ótimo posicionamento, excelente na bola alta e um líder dentro de campo. Outra captação muito bem feita.

11 – Roger, Pimpão, Lindoso… contratações que se feitas por qualquer time grande gerariam enorme desconforto no torcedor. Um time de futebol é um sistema e no Botafogo o todo é maior que a soma das partes. Não é só a qualidade do jogador que faz um time ser ou não competitivo.

12 – Estádio e Torcida. Um estádio lindo e uma torcida apoiando os 90 minutos. Sintonia time-torcida que há muito não se via no clube e que vem fazendo tudo isso acontecer.

13 – Jair Ventura. O cara que fez tudo isso acontecer. Estudioso e apaixonado.

É provável que Grêmio e Flamengo sejam o fim da linha pra esse Botafogo surpreendente.

Em algum momento as limitações desse time podem falar mais alto.

Mas eles estão sonhando…

E mais que isso, estão buscando. Uma palavra define esse time: Atitude.

O milagre, se ocorrer, não será tão milagre assim.

 

 

Blog do torcedor do flu no Globoesporte, Futebolzinho.com. Gestão Técnica de Futebol e Análise de Desempenho pela Universidade do Futebol.

Comments

    1. Antônio Ramos

      O Fluminense de 2008 tinha Conca, Thiago Silva, Thiago Neves, o próprio Washington na melhor fase da carreira, era melhor do que esse time e não foi campeão da Libertadores por mera falha de planejamento na final. O Botafogo é um time guerreiro e bem treinado, com jogadores em grande superação técnica. Ser campeão é possível, mas vai ter que suar o quilo certo, como fez o Atlético MG. Mas fico muito a vontade de falar do Botafogo agora porque no começo do ano eu fui um dos únicos a dizer que ninguém estava olhando e que ia chegar longe nas competições.