É, Guerrero …

Imagino a dor que ele deve estar sentindo.





Muitas pessoas se atendo a versões e acusações sem elementos que as comprovem. As pessoas se arvoram muito rápido em tentar montar um perfil e normalmente o fazem com base em sentimentos que não têm nada a ver com o caso, como clubismo, preconceitos, raiva, paixão, sei lá … A verdade é que não sabemos (e nem deveria nos interessar tanto) o que o Guerrero faz da sua vida fora de campo. Problema dele. Não sabemos se ele é usuário ou toma um chá de coca de vez em quando, o que por sinal é permitido no seu pais, pelo que sei. Não há evidências concretas que comprovem uma coisa ou outra.

A única coisa que sabemos é que Guerrero joga bola, muito bem por sinal e que foi pego ao ingerir substâncias proibidas.

Guerrero diz que não teve intenção de melhorar a performance. Parece bem plausível isso, dadas as circunstâncias apuradas. Se quisesse mesmo tirar vantagem, teria feito coisa bem mais objetiva.

Existem mil e um meios no underground. Existe muita tecnologia produzindo drogas sintéticas que (ainda) não são ilícitas. Mas o caso dele não é o primeiro e nem será o último em que punições pesadas como a que ele está tomando são decididas, mesmo com a plausibilidade de inocência ou ausência de intenção.

Guerrero tem que conhecer a profissão e saber os cuidados que tem que tomar para não estar em situação de doping ou sob outro risco qualquer.

Pô, ele não sabia … como falei, parece bem plausível isso. Provavelmente eu também não sei todos os riscos que corro na minha profissão ou em outra atividade de vida. Mas a verdade é que tinha que saber. Não saber é um risco enorme. Este se materializou.

O argumento que tenho mais ouvido desde o início disso é que vários fazem, dolosamente, e não são pegos. Verdade inequívoca. Tenho certeza disso também. Vamos rasgar as leis / regras / punições definidas porque existem pessoas que estão conseguindo se livrar? Nenhum sentido nisso, né?

O exame antidoping se dá por sorteio e nem sempre é realizado. Todos correm o risco, alguns lidam com ele e vão conseguir seguindo. Seria ótimo que todos os atletas pudessem ser analisados, sempre, mas não é assim que funciona.

Enfim, triste, muito triste! Realmente muito diferente de outros casos em que os atletas fazem isso dolosamente, têm todo um comportamento que evidenciam isso etc., mas a verdade é que é igual no cerne.

O que nos resta é torcer para o Guerrero conseguir se recuperar e voltar a fazer bem o que sabe fazer, apesar da idade. E que tenha o apoio de todos os torcedores, família e do povo Peruano. Sabemos que o Peru não irá muito longe na Copa e que sua grande vitória foi ter conseguido se classificar para ela. Assim sendo, o objetivo e a glória deles já foi alcançada e, sem nenhuma dúvida, sem o Guerrero isto não teria acontecido. Só por isso, já deve se considerar um campeão.

Antônio Ramos avatar

Ex-jogador, auxiliar técnico e instrutor de futebol, escrevendo sobre o tema há mais de 20 anos. Torcedor do Fluminense Football Club.