Como uma das atividades que pintam pra de quem faz a de fora, eu gosto de escrever e faço isso em relação a futebol há algum tempo. Já há tanto tempo que alguns mais implicantes perguntam insistentemente por que diabos então eu não aprendo, mas vou fingindo que estes fazem isto apenas por mera antipatia.

Noventa e nove por cento dos colunistas, blogueiros ou analistas de futebol em geral torcem por um clube de futebol e o um por cento restante é, usando um termo antigo, “xarope” o bastante pra torcer por times de ocasião, seja por interesse, simpatia eventual ou outro motivo desconhecido ou não declarável. Assim, quando se escreve sobre futebol, principalmente quando se pretende analisar o que vem acontecendo numa competição ou num outro contexto particular importante em que seu time de coração esteja envolvido, vivemos todos, invariavelmente, um inevitável conflito entre o que entendemos que irá acontecer, com base numa análise dos fatos e ambientes da forma mais isenta possível, e o que a paixão nos faz concluir, dentro de todo o seu contexto maravilhosamente incoerente.

Aderindo a mania globalizada de definir qualquer coisa com uma sigla reduzida, coloquemos estas “visões internas de um mesmo contexto” simbolizadas da seguinte forma:

LT => Lado Torcedor
LA => Lado Analista

Alguns, evidentemente, deixam se dominar pelo LT e muitas vezes acabam manipulando situações e resultados via paixão. O LA tenta se proteger do imponderável ou do desconhecido e, infelizmente, nem sempre consegue. De fato, nem tudo no futebol é como deveria ser, nem todo time bem formado joga bem sempre e times aparentemente muito mal formados andam de vez em quando surpreendendo, ou seja, nem sempre vence o que se imagina ou se entende melhor a partir de um critério. O melhor se mede a cada jogo. E acho que é isso mesmo que torna o futebol tão atraente.

LT: Deixo você 10 minutos pra dar uma relaxada e curtir a vitória épica de hoje e já veio escrever coluna sozinho … e, como sempre, colocando a culpa em mim pelos seus problemas. Incoerente PORRA NENHUMA!

LA: Não estou colocando culpa nenhuma em ninguém, estou justamente justificando a sua existência … apesar das nossas discordâncias eu gosto de você. Menos mal, já que não consigo me livrar.

LT: Devia me agradecer! Toda vez que chamou os caras de ruins, ficou fazendo prognósticos e continhas semianalfabéticas com base neste seu SUPOSTO conhecimento de futebol, eu vim no teu ouvido dizer que aqui era Fluminense PORRA! Que a camisa faz milagres ! Toda vez que falou que o Levir estava doido pra ser mandado embora, fazendo piadinhas babacas, eu te falei que aquela era a forma dele se proteger e que não tínhamos nada melhor pra trazer. Agora tá aí com cara de babaca e me fazendo ficar com cara de babaca também, já que compartilhamos a mesma, tentando se explicar pros leitores. Quem devia escrever era eu sozinho! Vai falar hoje, de novo, que o Richarlyson foi uma aquisição inexplicável? Viu o golaço que o garoto fez? E o Scarpa? Não é craque … é jogador em formação … só pode estar de sacanagem !

LA: Não posso fazer que nem você e esquecer tudo que vi em décadas e monta um racional coerente e recorrente, embora você não entenda isso. Talvez porque esteja mapeando só um quinto do nosso cérebro. Fizeram um monte de coisas erradas e o que está acontecendo agora é surpreendente e, até certo tempo, você mesmo queria estes caras todos na rua e concordava comigo …

LT: Sim! jogou mal, perdeu, é vaia, porrada e bomba. Jogou bem e ganhou é aplauso e é o novo Pelé, tem que carregar em triunfo! Assim é! Graças a isso, eu dou um pouco de alegria a sua vida sem graça. Na verdade EU, NADA MAIS DO QUE EU, sou o assunto e o objetivo das suas colunas, o resto é você tentando convencer alguém que entende alguma coisa disso e, mais uma vez, tá quebrando a cara!

LA: Deus me livre, quanta bobagem … quer dizer que o Richarlyson agora virou Pelé depois de jogar uma penca de jogos e fazer dois míseros gols. Pensa que eu não percebi você me pertubando durante o jogo me induzindo a pensar que tinha que entrar o Magno Alves antes e que o Levir só sabe fazer as mesmas coisas todo jogo. Já esqueceu, né?

LT: Lembro não … que se dane … o garoto entrou, arrebentou e é craque. E melhor que o Levir não tem. Cheiro de penta !!!!

LA: Estamos em 5o, criatura … melhorou, sim, admito, mas o máximo que temos é chance em Libertadores, porque abriu uma vaga nova … o que já será quase um milagre. Entenda, de uma vez por todas, não fizemos um trabalho e um planejamento tão bons quanto outros times, como o Flamengo por exemplo. Gastamos mal e tudo assim fica mais difícil !

LT: Ahhhhhhh … tava demorando, PQP ! Sabia que em algum momento ia usar esta maldição como exemplo de alguma coisa ! Olha, falei pra você que não ia mais admitir qualquer tipo de conflito nosso em relação a estes caras desde 1987. Sentem cheiro de hepta, sem ser hexa, isto é coisa de quem não sabe contar, cara ! Com aquele caminhão de dinheiro que recebem e mesmo com a mídia manipulando tudo a favor deles, vivem brigando pra não cair e você ainda tenta me convencer que o campeonato de 1987 é mesmo deles. Só falta me dizer que não acredita que eles tenham pago a Portuguesa … mas que merda de analista que você é, afinal?

LA: Agora você exagerou ! Em nenhum momento disse que o campeonato é deles. Temos uma decisão jurídica e devemos acatar, mas é fato que o Flamengo era o melhor time daquele ano e que a CBF depois de dizer que não faria o campeonato fez uma jogada por debaixo dos panos para juntar os dois grupos. Foram inocentes e arrogantes, tivessem jogado a outra partida e nada disso teria acontecido. E quanto à Portuguesa, não há nada comprovado sobre ninguém, portanto devemos aguardar, embora não acredite que alguém realmente se interesse em descobrir isso. O regulamento foi cumprido e pronto. Não adianta simplesmente querer que seja alguma coisa, ela tem que ser, entenda de uma vez por todas ! Ameaçaram cair, mas não cairam. A realidade não pode ser definida só pelo que você torce ! E, no mais, estou falando DESTE CAMPEONATO, não misture as coisas.

………. bem, pessoal, isso é uma pequena amostra do que vivemos no dia a dia e o que devemos nos concentrar para escrever algo, levando em consideração o que é justo, o que é ético, sem ignorar a paixão … é uma briga de foice no escuro … cansa. Confesso que estou exausto. Espero que tenham se divertido e volto na semana que vem,com a prometida série sobre divisão de base.

Abraços !

LT: Fugiu, né … cansou de ouvir verdades … E agora quer escrever sobre divisão de base … já falei que isso é chato pra carlinhos, o que que tem pra escrever sobre isso, meu Deus, quanta lenga-lenga … o negócio é simples: joga bola, bota pra jogar, não joga, bota pra correr, manda pro Flamengo, lembram do Toró ??? hahahaha !!!

Aliás, empatou, né … subiu mesmo um cheiro de cavalo paraguaio ! hahaha!!

Graças à vitória épica, eu acabei esquecendo de questionar sobre o Peter, que ele esculhamba todo dia. Vai nos deixar com cara de babaca de novo quando estiver inaugurando o estádio novo. Tudo quer ver plano, quer saber se é viável … vamos ter estádio, porra! Pronto … pra que tanto questionamento, tanto planejamento? Uso da máquina, factóide? Ué, como assim? O CT também era … tá pronto, só falta uns negocinhos bobos lá. Demorou dois mandatos pra fazer, mas e daí? Que que tem que só começou a fazer pra ficar pronto perto da passagem de poder? Tá lá … quem tem Pedro Antônio não morre pagão ! Se prometer a presidência pra ele bota este estádio de pé ! Não vai nem precisar mais mudar o estatuto !

Fiquem tranquilos, queridos, que nas próximas vou ficar atento e não vou deixar este cara começar sozinho de novo. É um bom sujeito, mas precisa ser vigiado !

Ah, detalhe, quem pergunta pra ele porque ele não aprende a escrever sou eu ! hahahaha!! Fica uma arara ! Resmunga pra dedéu ! O lamentável é que quando ele perde o sono eu também não durmo …

Abraço grande ! Cheiro de Penta ! NEEEENSEEE !

Antônio Ramos avatar

Ex-jogador, auxiliar técnico e instrutor de futebol, escrevendo sobre o tema há mais de 20 anos. Torcedor do Fluminense Football Club.