Confesso que compromissos profissionais não estão me dando o espaço e tempo que eu gostaria para acompanhar a Copa do Mundo, mas tenho visto, na medida do possível, todos os jogos, completos (ao vivo ou VT) ou por melhores momentos, que te dão somente uma impressão sobre os momentos de ataque e agregam pouco para qualquer análise tática. Apesar disso, vou tentar passar uma impressão sobre esta 1a rodada.

– Rússia 5 X 0 Arábia Saudita
Jogo fraco tecnicamente, mas pelas impressões que tinham me passado da Rússia, achei surpreendente. Embora o resultado tenha sido exagerado, Rússia muito superior. Acho que o jogo contra o Uruguai é que dará a medida de até onde a Rússia pode ir, num grupo em que os dois passarão.





– Uruguai 1 X 0 Egito
Ao contrário do que grande parte da crítica tem falado, acho o time do Uruguai bom, com um ataque poderosíssimo. Penou pra ganhar do Egito muito mais pelo jogo excepcionalmente ruim do Luisito, que perdeu gols incríveis. O gol, no final, colocou as coisas em ordem. Disputa 1o lugar no grupo com a Rússia, se nenhuma zebra estranha acontecer.

– Portugal (Cristiano Ronaldo) 3 X 3 Espanha
Melhor jogo disparado da copa até aqui e que nos dá algumas lições. A Espanha é um time absurdamente forte tatica e tecnicamente e dominou o jogo por 90min. Melhor apresentação que eu vi até o momento. Entretanto, ainda existe jogador que, sozinho, carrega o time nas costas e nos demonstra que a questão técnica ainda pode desequilibrar uma partida. A apresentação do Cristiano Ronaldo talvez tenha sido a melhor individual que eu vi em copas do Mundo, desde a do Maradona contra a Inglaterra em 1986. O cara simplesmente fez tudo: cavou o pênalti e bateu. Cavou falta e bateu, Numa jogada já sendo perdida de ataque apareceu pra mandar um chute que, mesmo com a falha do goleiro, teve mérito todo dele. Só faltou cobrar escanteio e correr pra fazer o gol de cabeça. Simplesmente assombroso. Tomara que continue neste nível até o final. Se seguir assim, Portugal poderá voar alto nesta copa. A Espanha já é candidata ao título. Os dois passarão com extrema facilidade para as 8as, disputando o 1o lugar do grupo.

– Marrocos 0 x 1 Irã
Jogo fraquíssimo tecnicamente e que foi resolvido apenas com um gol contra, o que dá mais ou menos a medida disso … os dois voltarão pra casa ainda na 1a fase. O negócio é curtir o privilégio de estar numa Copa em que Holanda e Itália ficaram de fora.

– França 2 x 1 Áustria
Este só vi os melhores momentos, que foram poucos … o que dá mais ou menos a medida de um jogo fraco. A grande estrela da partida foi o VAR, nos dois gols da França, com intervenções corretas. O que há para dizer a partir disso é que a França deve passar, mas se não melhorar seu jogo, pode ser de forma dramática, pois haverá muita disputa pelas vagas deste grupo.

– Peru 0 x 1 Dinamarca
Fiquei impressionado com a seleção peruana, que dominou grande parte da partida e perdeu um caminhão de gols. Dinamarca foi uma vez e fez. Embora entenda que não existe resultado injusto no futebol, a não ser quando é produzido pelas arbitragens, o Peru poderia tranquilamente ter vencido esta partida se não tivesse havido tanta demora para colocar o Guerrero para jogar. Peru pode, sim, beliscar uma vaga nas 8as, o que seria uma festa, pois o grupo está tendendo ao equilíbrio e deveremos ter jogos emocionantes.

– Argentina 1 X 1 Islândia
Argentina tem um time bom, apesar da rejeição e torcida contra natural que cultivamos por eles aqui em Pindorama. Entretanto, fez uma partida muito ruim. Messi esteve mal na estréia, impressão agravada pela apresentação histórica do Cristiano Ronaldo, que gerou uma expectativa ainda maior pela performance de estréia do melhor jogador do mundo. Islândia joga um futebol pragmático, consciente de suas limitações e taticamente muito bem armado. O resultado acabou sendo um empate entre o aspecto técnico (grande gol do Aguero) e o aspecto tático. Argentina, entretanto, tem que jogar melhor contra a Croácia pra não se complicar e colocar em risco a sua classificação. Islândia passar é possível, mas será surpreendente. Eles de fato são o fiel da balança deste grupo.

– Croácia 2 X 0 Nigéria
A gente sabe que os times africanos, apesar do mundo global, normalmente se apresentam com um futebol menos amadurecido e estruturado, tanto física quanto taticamente, mas, mesmo assim, a Nigéria foi uma das grandes decepções deste início. Muito fraca e facilmente envolvida por uma Croácia que tem técnica e tática para chegar bem à frente na Copa. Jogo contra a Argentina deve decidir o 1o do grupo. Nigéria tende a ser derrotada por todos se não apresentar algo de novo.

Por agora é isso, senhores. Amanhã dou meus pitacos sobre as estréias dos grupos E a H.

Abraços

Antônio Ramos avatar

Ex-jogador, auxiliar técnico e instrutor de futebol, escrevendo sobre o tema há mais de 20 anos. Torcedor do Fluminense Football Club.