Share This Post

Copa Sul-Americana

Furacão x Tiburones: como chegam as duas equipes para a decisão em Barranquilla

Furacão x Tiburones: como chegam as duas equipes para a decisão em Barranquilla

Junior Barranquilla-COL e Atlético-PR começam a decidir o título da Sulamericana nesta quarta-feira (5), às 22h45 (horário de Brasília), no estádio Metropolitano Barranquilla, na Colômbia. O Furacão é o Brasil nessa decisão e conta com força máxima – só Bruno Nazário e Guilherme estão fora -. E como chegam as duas equipes para essa grande final?

Atlético-PR

O Furacão vem de uma campanha excepcional e de muitos gols. Sob a batuta do técnico Tiago Nunes, os paranaenses foram eficazes no pelotão da frente e seguros na defesa, com 19 gols marcados e apenas 5 sofridos. O fator casa foi essencial para que o Atlético pudesse mandar seus adversários de volta pra casa, eliminando times de quatro países: o argentino Newell’s Old Boys, o uruguaio Peñarol, o venezuelano Caracas e os brasileiros Bahia e Fluminense. Na Arena da Baixada, o time só perdeu uma partida: contra o Bahia, nas quartas. De resto, venceu todos os jogos em que mandou.





Equipe comemora classificação para final no Maracanã, após bater o Fluminense — Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Faro de gol

Na briga pela artilharia, Nikão é uma das armas do Atlético para a conquista do título. Com 4 gols, ele está a um de se igualar a Benedetti, do Deportivo Cali.

Nikão celebra gol com Pablo — Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Junior Barranquilla-COL

O Atlético Junior de Barranquilla entrou na segunda fase, depois de ficar em terceiro no grupo 8 da Libertadores (mesmo grupo de Palmeiras e Boca Juniors). De lá pra cá, cada jogo foi como uma batalha. Os Tiburones chegaram à final depois de derrotar três argentinos (Lanús, Colón e Defensa Y Justicia) e o também colombiano na semifinal, o Independiente Santa Fe.

Os colombianos chegaram mais longe na competição em 2017, quando foram eliminados pelo Flamengo nas semis — Foto: Leonardo Muñoz / Agência EFE

Dupla do barulho

Conhecidos por serem decisivos, Jarlan Barrera e Teófilo Gutierrez (carinhosamente, Téo Gutierrez) são os trunfos do técnico uruguaio Julio Comensaña para esta decisão. Primo do lendário Valderrama, Jarlan Barrera já esteve na mira do Furacão. Nesta quarta (5), o camisa 10, que tem fama de “esquentadinho” enfrenta o clube que o pretendia. Já o artilheiro e capitão Téo Gutierrez, que foi eleito o melhor jogador das Américas em 2015, quando ainda atuava pelo River Plate, fica de fora da partida de ida por suspensão.

Jarlan Barrera e Teófilo Gutierrez são os destaques do Junior nessa campanha na Sula — Foto: César Bolívar

A certeza é que será uma final de duas equipes bem ofensivas e que irão propor o jogo e buscar o resultado a todo momento. É a terceira vez consecutiva que um clube brasileiro chega à final da Sulamericana. Em 2016, foi a Chapecoense e em 2017, o Flamengo.

Prováveis escalações:

Junior Barranquilla: Sebastián Viera; Marlon Piedrahita, Jefferson Gómez, Rafael Pérez, Germán Gutiérrez; Luis Narváez, James Sánchez, Víctor Cantillo; Jarlan Barrera; Luis Díaz e Yony González. 

Atlético-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Lucho González, Bruno Guimarães e Raphael Veiga; Marcelo, Nikão e Pablo. 

Local: Estádio Metropolitano, em Barranquilla, na Colômbia

Horário: 22h45 (horário de Brasília)

Arbitragem: Diego Haro (PER); Jonny Bossio (PER) e Victor Raez (PER) nas bandeiras; Carlos Orbe (EQU) será o quarto árbitro; Gery Vargas (BOL), o principal responsável pelo VAR

Transmissão: TV Globo para PR (RPC, com Cleber Machado, Caio Ribeiro e Cristian Toledo) e SporTV (com Gustavo Villani e Paulo Cesar Vasconcellos)

Share This Post

Comente nesta notícia!

Comentários

No comments yet