O cartão de visitas de Cuéllar veio com poucos minutos em campo contra o Emelec. Foram três desarmes e interceptações nos minutos iniciais de partida no Maracanã – ao todo, foram sete na vitória de 2 a 0 sobre os equatorianos, que garantiu a classificação antecipada. O Rubro-Negro já está nas oitavas de final, o que não conseguia desde 2010, superando o trauma de série de três eliminações consecutivas na primeira fase.

Suspenso nas duas primeiras rodadas da Libertadores, quando viu Jonas reaparecer com boas atuações, Cuéllar é novamente o dono do pedaço no meio de campo do Flamengo. A cada dia ganha mais corpo dentro do time rubro-negro. Principalmente pelo coro da arquibancada. O crescimento do jogador vem acompanhado da valorização dentro do elenco. Depois das primeiras conversas, a diretoria do Flamengo e o colombiano se aproximam de uma extensão maior de vínculo.





Ao invés de mais um ano de contrato, o que era discutido anteriormente, Cuéllar vai assinar até o meio de 2022. O vínculo atual vai até dezembro de 2019. Como o tempo máximo de contrato a ser registrado no futebol brasileiro é de cinco anos, as partes devem rescindir o contrato para fazer um novo de mais dois anos e meio. O novo acordo protege o Flamengo às vésperas da abertura da janela internacional de transferências – os principais mercados da Europa “abrem” no mês de junho.

Os contatos pela extensão contratual – que incluem aumento salarial para o volante, que ultrapassou os 100 jogos pelo Flamengo na despedida de Julio Cesar – começaram ainda com o ex-diretor de futebol Rodrigo Caetano e seguiram com os dirigentes Carlos Noval e Ricardo Lomba, vice-presidente de futebol. Questionado sobre o assunto após a partida, o dirigente disse apenas que “estamos trabalhando a renovação do jogador”.

Sonho da Copa

Na lista dos 35 atletas pré-convocados pelo técnico da Colômbia, José Pekerman, Cuéllar lembrou do sonho de ir a Copa do Mundo da Rússia – algo que repetiu algumas vezes no tempo de Flamengo.

É muito importante estar no radar da seleção, como nesta lista dos 35. Agora, resta lugar para conseguir essa vaga entre os 23. Trabalhei. Lutei muito para isso. E vou continuar trabalhando para ir à Copa – disse o jogador.

A seleção colombiana se apresenta na próxima semana para período de treinamentos. Cuéllar pode ser liberado, mas ainda vai depender de negociação com o Flamengo. Caso viaje, ele desfalca o time contra o River Plate, na partida que vai definir o primeiro colocado do grupo, no Monumental, na próxima quarta-feira.

Fonte: Globoesporte.com