Share This Post

Fluminense

Marcelo Oliveira lamenta pausa no bom momento do Flu e define derrota: ‘Inesperada’

Marcelo Oliveira lamenta pausa no bom momento do Flu e define derrota: ‘Inesperada’

“Realmente, inesperada”. Marcelo Oliveira absorveu assim a derrota por 3 a 0 para o Flamengo, no Maracanã. Além de estragar o bom momento que vivia, afasta o clube das suas projeções de G-7 – caso o Palmeiras ou Grêmio conquiste a Libertadores, abriria mais uma vaga para a competição em 2018. Entre os principais motivos para a goleada, o treinador citou o desgasta da partida contra o Paraná, méritos do Flamengo e desorganização após o segundo gol do adversário.

“Vínhamos de cinco jogos e quatro vitórias com time bem ajustado e foi uma derrota realmente inesperada, teve muito do mérito do Fla, time experiente, técnico e com dois dias a mais de descanso. E teve nossos erros. Começamos jogo marcando bem, até 12 minutos com bom comportamento, com situação de gol de Luciano e a partir do gol nos desorganizamos um pouco”, analisou o técnico.

Marcelo Oliveira também lamentou o gol de Léo Duarte, no fim do primeiro tempo, considerando-o determinante para o resultado final.





“Tínhamos tudo para corrigir no intervalo. Dava para se recuperar. Levamos gol de bola parada. Treinamos muito bem bola defensiva e ofensiva, mas levamos o gol. Aquele gol foi determinante, no fim do primeiro tempo. Nós lamentamos, mas temos que seguir nosso trabalho, nossa união”.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA COLETIVA DO TREINADOR:

Mateus Norton na lateral-direita e Marcos Jr. no meio

– Todas as vezes que a gente perde, as primeiras perguntas são as substituições e as escolhas. Quando a gente ganha, não tem esse tipo de questionamento. Tínhamos ele (Norton) e o Dodi. O lateral da posição, o Julião, não jogava há muito tempo. Tínhamos a ideia de marcar bem o lado e soltar mais o Jadson. A ideia foi essa. Não teve a influência direta no placar. Ele (Marcos Jr) já havia jogado nessa função no jogo contra Paraná e jogou muito bem. Óbvio que eu poderia repeti-lo.

Ponto positivo

– Os jogadores não deixam de lutar o tempo todo, são dedicados. Nós temos uma variedade de dificuldades e eles se dedicam intensamente no jogo. Temos qualidade e uma delas é o comprometimento. Os gols do Flamengo, um aos 45 do 1º tempo e outro no início do 2º tempo, determinaram o resultado.

Falta de reação

– Tentamos jogar, tentamos mudar. Mas temos que reconhecer que o Flamengo jogou muito bem, time forte. E hoje tivemos falhas que acarretaram nessa derrota com placar ampliado.

Ibañez na marcação de Paquetá

– Tivemos dificuldade de marcá-lo. Estávamos com três zagueiros e ele estava em um setor intermediário ofensivo, com liberdade. Passamos o Ibañez para frente e deu uma ajeitada.

O Tricolor Carioca volta à campo domingo (21), às 16h (horário de Brasília), válido pela 29° rodada do Campeonato Brasileiro.

Share This Post

Gabriel Lutterbach avatar
Jornalista em formação, 19 anos, mais carioca do que mineiro, mesmo sendo ao contrário na realidade. Setorista do Fluminense pelo Futebolzinho. Tudo que eu entendo do ser humano, devo ao futebol.

1 Comment

  1. Cláudio F Silva avatar

    Pra mim estava claro que jogariam em cima do Matheus Norton. Nada foi feito.

    No primeiro gol, como pode um atacante cabecear entre o Gum e o Digão???

    O time não agrediu. Passamos VERGONHA.

Comments are now closed for this post.