Beijinho é 300 vezes melhor que Marlon

Amigos, as notas para a nossa atuação de ontem precisaram passar por uma depuração. Senti pena do Abel, que às vezes tem que aturar uma torcida a lhe pedir Matheus Alessandro, como se o Matheus Alessandro fosse alguém que dele pudesse se esperar algo. Não é. Ontem, vimos.

Abel também optou por tirar SONOza, o Vampiro Equatoriano. Olha a situação do treinador. De início, achei bom. Depois, fui convencido que era melhor ter entrado com o Vampirón. O morcego acabou entrando no segundo tudo e errou TODAS AS JOGADAS. Ou seja, estamos muito fodidos. Um dos piores elencos da história do Fluminense. Vamos às notas.

JÚLIO CESAR – Fiquei com pena do melhor Júlio César da goleiragem brasileira. Sem culpa nos gols. Em homenagem ao xará mulambo, NOTA SETE.

IBANEZ – É razoável. Mas como dar nota boa em goleada? NOTA CINCO.

NATHAN – Mesma coisa. Vai ganhar nota menor porque é mais feio, mas não assusta ninguém. NOTA QUATRO

LUAN – O pior dos três ontem. NOTA TRÊS

CARLOS GILBERTO TORRES – Sempre bem. NOTA SETE.

RICHARD – É o melhor que temos, mas ontem foi abaixo. NOTA CINCO.

JADSON – Fez o possível, dentro das limitações. NOTA CINCO.

DOGLAS – Mesmo fora de posição é menos pior que SONOza. Vai ganhar a mesma nota do seu irmão gêmeo, Carlos Gilberto Torres. NOTA SETE.

AIRTON BEIJINHO – Infinitamente melhor que o bundudo preguiçoso de Criciúma. E ontem nem foi tão bem. NOTA NOVE.

MATHEUS ALESSANDRO – Uma merda esse Marcelo Henrique piorado. NOTA ZERO

PEDRO – O melhor atacante do Brasil. NOTA DEZ.

PABLO DYEGO – É outra coisa feia, mas é melhor que Matheus. NOTA SEIS.

SONOza – Uma merda. NOTA ZERO.

JOÃO CARLOS – É pior que eu. NOTA ZERO.

MARLON – Não jogou ontem, mas vai ganhar NOTA ZERO para ver se nunca mais joga pelo Fluminense.

Caio Barbosa avatar

Jornalista desde o século passado. Estudou na Universidade Federal FLUMINENSE e foi setorista dos clubes cariocas, inclusive o FLUMINENSE, pelo Diário Lance!, UOL/Folha, Jornal Extra e Globoesporte.com