VAI IRRITAR!!

Julio Cesar, Gilberto, Gum, Digão e Ayton Lucas; Ayrton, Douglas, Jadson e Sornoza; Robinho e Pedro.

 

É isso aí de cima que deve jogar contra o Vasco, na reestreia do Brasileirão.

 

Como diria o personagem do folclore de botequim, não é nada, não é nada, não é nada mesmo.

 

Marcelo Oliveira vem com dois zagueiros e três volantes. Na prática, os brucutus só darão dois passos para frente, sempre no nosso campo.

 

Gostaria de saber se ao menos a ideia de jogar com os laterais, nossas melhores armas, habita a mente do novo treinador.

 

Treinador que foi uma boa escolha, no meio de tanto nome assustador que foi ventilado nas Laranjeiras. Oliveira não vem de bons trabalhos – aliás, vem de péssimos – mas já levantou caneco em time grande, sabe pelo menos gritar é campeão.

 

E sinceramente não me surpreende que venha jogar com três volantes, segurando um pouco mais os laterais e pedindo pro Robinho sair de seu sono profundo para acompanhar o ala do adversário. É jogar fechadinho, saindo em bloco, correndo poucos riscos. É jogar se reconhecendo inferior ao adversário. Bem-vindo ao Fluminense atual.

 

Honestamente não barraria o Marcos Jr (Meu Deus, olhe o que eu estou dizendo!!!). Num esquema de dois zagueiros eu o utilizaria como meia ao lado do Sornoza. Já jogou ali. Nesses chatíssimos 4-2-3-1 ele poderia voltar para fechar os avanços dos laterais de um lado com o Pablo Dyego do outro (também o escalaria). Aliás, meu time seria: Julio Cesar, Gilberto, Gum, Ibanez e Ayrton Lucas, Ayrton, Jadson, Marcos Junior e Pablo Dyego e Pedro. Um time mais ágil que o que será testado pelo Marcelo Oliveira.

 

Nossa escalação tende a gerar aquele sentimento de pavor. Seremos atacados de forma evidente. Eu não gosto de jogar assim e acho, a bem da verdade, que ninguém gosta.

 

Mas talvez seja o que tenha restado.

 

Chegou um atacante, Luciano, que já li bem a respeito. Nem precisava. Já gostei só por causa do fato de não ter mais espaço para aquele bonde que o Abel trouxe. Ô ruindade…

 

Li agora que estão atrás de outro. Um baixinho do Corinthians que tem a média de 1 gol a cada dez jogos. um gol a cada dez jogos. Não sei o que dizer.

 

Se eu fosse Flusócio o título do post talvez fosse “vai estourar”.

 

Como não sou, fico com esse mesmo aí de cima.

 

Bola pra frente que por enquanto ainda tem gente atrás.

 

Mal aí pelo pessimismo, mas, num bom português, tá difícil pra cacete aturar esse Fluminense.

 

Abraços Tricolores

 

CURTAS

 

– Samorim enfrentará um clube da terceirona inglesa nesta semana. Amistoso. Soltar a musculatura. Três jogadores do Flu desembarcaram na Eslováquia, acompanhados de um fisioterapeuta. Que coisa mais patética.

– Tem empregado do clube sem receber há vários meses. E o atual presidente aprovou as contas do Peter.

– Cinquenta pratas para quem cravar sem pesquisar quais serão os patrocinadores de fundo de quintal que estamparão nosso manto no retorno do campeonato.

44 anos,  é advogado, autor da Ação Popular que possibilitou a volta do Pó de Arroz aos estádios e escreveu sobre Fluminense no Blog do Torcedor do Globoesporte.com entre 2012 e 2018.