Share This Post

Futebol Internacional

Paquetá é apresentado e Milan se preocupa em mostrar que não se trata de novo Kaká

Paquetá é apresentado e Milan se preocupa em mostrar que não se trata de novo Kaká

Lucas Paquetá foi oficialmente apresentado pelo Milan nesta terça-feira (08), na Casa Milan. Negociado por 35 milhões de euros (aproximadamente R$ 150 milhões), o jovem de 21 anos concedeu entrevista coletiva ao lado do também brasileiro Leonardo (diretor esportivo), Paolo Maldini (diretor de desenvolvimento e estratégia esportiva) e do Presidente Paolo Scaroni. Fã declarado de Kaká, Paquetá deixou clara a inspiração no ídolo, mas quer construir sua própria história:

“O Kaká é um grande jogador, o meu ídolo. Vi os seus jogos no Milan, sei de sua história, foi o melhor do mundo. Espero poder seguir o que ele fez e construir a minha história aqui com títulos.”

Lucas Paquetá posa com a camisa rossonera em mãos ao lado de Leonardo, Scaroni e Maldini em sua apresentação oficial, na Casa Milan. (Foto: Reprodução / Facebook)

Leonardo reconheceu a grande história de jogadores brasileiros no Milan e o talento do jovem, mas deixou claro que comparações não devem existir:

“O Milan tem uma grande história com jogadores brasileiros. A expectativa é alta e compreensível. O talento existe, mas não façamos comparações com Kaká. São situações diferentes. Ricardo chegou num Milan vencedor e com tantos campeões, agora a equipe e a empresa estão em construção, então para avaliarmos teremos que levar em conta todos esses aspectos. Mas o talento está lá.”

Um dos maiores ídolos da história do clube rossonero, Paolo Maldini esclareceu que ainda não houve uma definição sobre como Paquetá irá atuar, ponderou a necessidade da adaptação ao novo estilo de jogo e reconheceu a qualidade de Paquetá:

“Seu papel ainda está a ser definido. Ele precisa se acostumar com o estilo de futebol, a velocidade, mas tem tudo que precisa para ter sucesso. Eu deixo o técnico lidar com os aspectos técnicos.”

Confira outros trechos da entrevista coletiva de apresentação de Lucas Paquetá

Qual a palavra que pesou na escolha pelo clube italiano?

— A primeira palavra é o Milan. Ser um time grande, com grande história. Foi incrível para mim e minha família. Ele [Leonardo] apresentou um excelente projeto. Estou extremamente feliz.

Processo de decisão…

— Discuti com a família e decidimos que o Milan era o lugar perfeito pra mim. Preciso me adaptar e me acostumar, mas quero muito vencer com este clube.

Número 39…

— Escolhi o número 39 porque é o número com que comecei no Flamengo. Gosto desse número.

Posição preferida…

— Fico à vontade como meio-campista. Minha ideia é jogar na frente, jogar um futebol ofensivo com o time. No Flamengo, eu estava jogando mais à frente, mas sou versátil e minha meta é ajudar a equipe. Toda partida é importante quando você veste vermelho-e-preto.

Gattuso…

— Ele foi um grande jogador e ser treinado por ele é incrível. Ele já faz eu me sentir em casa e espero corresponder às expectativas dele.

Novos ares…

— Preciso me ambientar o mais rápido possível ao futebol italiano e me entrosar com os companheiros. Desde criança, sempre tentei jogar em posições diferentes. Quero dar meu melhor para o time.

Recepção dos companheiros…

— É um momento muito importante pra mim. Fui bem recebido por todos jogadores. Espero poder ajudar Higuain, Cutrone e todos a fazerem gols.

Expectativa pela estréia…

— Pisar no gramado do San Siro será um momento mágico e mal posso esperar para jogar. Vestir a Rossonera é incrível. Meu objetivo é fazer o Milan vencer.

Share This Post

Guilherme Serafim avatar
Jornalista em formação. Amante de esportes num geral, mas o futebol tem seu lugar especial. Antes VAVEL Botafogo e MW Futebol. Agora Botafogo no site Futebolzinho.

Comente nesta notícia!

Comentários

No comments yet