Copa Sul-Americana

Partida final é tratada como “o maior jogo da história da Arena da Baixada”

Neste quarta-feira, dia 12 de dezembro de 2018, todas as atenções estarão voltadas à Arena da Baixada, em Curitiba. É neste palco que o título da Copa Sul-Americana será decidido entre Atlético-PR e Junior Barranquilla. O primeiro jogo terminou em 1 a 1, em Barranquilla. Como não há gol qualificado na fase final, qualquer empate levará a disputa para a prorrogação e, se necessário, para cobranças de pênalti. Ou seja: por ora, brasileiros e colombianos têm uma só certeza: a taça terá um dono inédito em 2018. A partida começa às 21h45 (de Brasília). E não é exagero afirmar que se trata do jogo mais importante da nova Arena da Baixada. Em 2001, quando conquistou Campeonato Brasileiro, com Alex Mineiro, Kleber e companhia, o Furacão levantou a taça no Anacleto Campanella, contra o São Caetano....

Atlético-PR empata com o Junior Barranquilla e decide o título em Curitiba

Ninguém levou vantagem numérica para a segunda partida da decisão da Copa Sul-Americana. Em jogo onde o primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio e o segundo pela intensidade, Atlético-PR e Junior Barranquilla-COL terminaram com o placar de 1 a 1 no duelo que foi disputado no estádio Metropolitano em Barranquilla. O embate definitivo está marcado para a próxima quarta-feira (13) na Arena da Baixada às 21h45 (de Brasília). Como não há gol qualificado na final, qualquer empate leva a disputa para a prorrogação e, se necessário, para as cobranças de pênalti. Revezamento na posse e de ataques frustrados Tendo estilos de jogo bem parecidos no que se refere a trabalhar bem a bola e acelerar na intermediária ofensiva para achar os espaços, nem colombianos nem brasileiros conseguiram ter sucesso ...

Furacão x Tiburones: como chegam as duas equipes para a decisão em Barranquilla

Junior Barranquilla-COL e Atlético-PR começam a decidir o título da Sulamericana nesta quarta-feira (5), às 22h45 (horário de Brasília), no estádio Metropolitano Barranquilla, na Colômbia. O Furacão é o Brasil nessa decisão e conta com força máxima – só Bruno Nazário e Guilherme estão fora -. E como chegam as duas equipes para essa grande final? Atlético-PR O Furacão vem de uma campanha excepcional e de muitos gols. Sob a batuta do técnico Tiago Nunes, os paranaenses foram eficazes no pelotão da frente e seguros na defesa, com 19 gols marcados e apenas 5 sofridos. O fator casa foi essencial para que o Atlético pudesse mandar seus adversários de volta pra casa, eliminando times de quatro países: o argentino Newell’s Old Boys, o uruguaio Peñarol, o venezuelano Caracas e os brasil...