A Gavea é Aqui

A Gavea e aqui! Blog do Flamengo no Futebolzinho com Re Graciano

Eu só quero é ser feliz


E depois de um longo mês, o Flamengo volta a campo. Se engana quem pensa que ficamos todos de férias do vermelho e preto. Jamais! A “indústria” de boatos e especulações ferveram como nunca, e quem teve calma e discernimento, ignorou como sempre. Eu penso seriamente no Flamengo que vai entrar em campo amanhã e tá muito dificil controlar a empolgação. Acredito realmente que voltaremos melhores. Ok que o próprio chefe, Barbieri, me lembrou que os outros times tiveram o mesmo tempo de preparação que a gente. A diferença é que eles não tem Diego, Diego Alves, Everton Ribeiro, Paolo Guerrero, Paquetá, Thuler, Léo Duarte e sim, Fernando Uribe! A cada treino desse colombiano eu vejo a estrelinha do hepta piscando mais próxima. Pode ser que eu esteja enganada por que futebol nunca será ...

A prata da casa… Dos outros


Desde que eu me entendo por gente, ouço cada torcedor do Flamengo se vangloriar da fábrica de fenômenos que temos na Gávea. A fábrica! Craque a gente faz em casa. E o que fazemos com eles? Ou melhor, o que pensamos realmente sobre esses meninos? Tenho certeza que a maioria que está lendo isso está pensando que sou maluca, estou viajando, já que valorizamos muito a base e vivemos criticando o técnico malvado e o dirigente acéfalo que não faz uso dessa maravilha no Fla. Porém, cada vez mais vejo que não é bem assim que funciona. Explico. Temos uma excelente safra no Ninho, correto? Isso acho que não tem como discordar, porém, a janela de transferências ainda nem abriu e o pau já está comendo porque até agora só contrataram um cara para reforçar o elenco. Mas pera aí, cara pálida! Temos (anot...

Uma espetacular, porém difícil, realidade


Por muitos anos amargamos a fama (justa) de mau pagadores e de clube falido. Os bons jogadores não queriam jogar no Flamengo, a não ser os corajosos Rubro-Negros de coração, e nos acostumamos a acumular e contar com tralhas. Acredito que vem daí o famoso “era ruim, mas tinha raça”. Mas isso acabou. Hoje nossa realidade é bem diferente, toda hora vemos jogadores mundialmente famosos, em grandes clubes europeus, dizendo que jogariam com o Manto Sagrado. Temos um plantel bom e que pode render muito mais. Faltam peças de reposição e pontuais, mas temos um time! Podemos cobrar eficiência, competência, porque tem! Conquistamos! Isso nos envaidece, claro! Mas estamos pagando um preço que talvez, ainda seja muito alto, o mercado, pra gente, está mais caro. O Flamengo não está conseguin...

A menina e a bola


Quando eu penso na infância, eu lembro com saudade das tardes depois da escola. A maior galera se reunia no campinho na frente lá de casa (minha mãe odiava porque eu e meu irmão vivíamos pegando carrapato) pra jogar bola. Era uma delícia! Muita briga, chinelo ou tijolo marcando o gol, muita correria, briga e palavrão (eu só podia falar lá). Na hora de ir embora nos despedíamos exaustos. Muitos sem a cabeça do dedão, outros com joelho sangrando, mas todos suados e imensamente felizes. E a gente nem  se dava conta dessa felicidade fácil, simples de viver, tranquila pra conquistar. Naquele momento, ninguém se dava conta de quem era quem ali. Não tinha rico, não tinha pobre, menina, menino, branco, preto, católico, judeu. Era só a galera da bola. Eu amava que me deixavam jogar, tive e tenho os...

O adeus e o Maraca


Eu confesso pra vocês que nunca achei que seria tão difícil dizer adeus. Logo eu, que tive que me despedir do meu grande idolo de 87. Sim, ser velha tem suas vantagens rs, então eu vi Renato partir… Vi Leonardo e vi Adriano. Mas nada nunca doeu tanto quanto soltar a mão de Vinícius e de Vizeu. Essa geração que vimos crescer desde a raiz, e na hora do “vamo ver”, o sonho do sucesso no velho continente vai levar embora. Só quem estava no Maracanã sentiu o peso que carregava cada coração Rubro-Negro. Não está fácil abrir mão, é como deixar um filho ir, a gente tem medo que não esteja preparado, que sofra longe da gente, mas sabe que ele tem que ir, que tem que sair do aconchego e ganhar o mundo. E eles vão, nossos meninos. Mas os deuses do futebol se compadeceram desses cora...

  • 1
  • 2