Futebol Brasilerio

Amuleto não rende, e ‘teimosias’ de Valentim custam caro ao setor ofensivo do Vasco

Por Lucas Pedrosa e Matheus Reis  A vida de Alberto Valentim no Vasco não tem sido próspera. Após o empate em 1 a 1 com o Botafogo, o comandante somou nove jogos e apenas uma vitória à frente da equipe. No clássico, mais uma formação contestada pela torcida e, novamente, a aposta em seu amuleto Fabrício, que passou em branco. O fato é comum na passagem do lateral que vem atuando de meia no Cruz-Maltino, e mesmo assim o comandante segue confiando no atleta. “O Fabrício vem treinando bem. Ele não fez um bom jogo. Falta um gol, uma assistência. Ele até criou hoje, mas não deu certo. Mas eu conto muito com ele, porque é um jogador que tem nos ajudado e feito de tudo. A minha opção foi tática e técnica. Acho que o Giovanni vai melhorar fisicamente, conto muito com ele. Mas foi opção minha...