Share This Post

Vasco

No dia do aniversário de 78 anos de Pelé, relembre a relação do ‘Rei’ com o Vasco

No dia do aniversário de 78 anos de Pelé, relembre a relação do ‘Rei’ com o Vasco

Nascido em 23 de outubro de 1940 e completando 78 anos nesta terça-feira (23), o Rei Pelé, ídolo do Santos e de todos os brasileiros, tem uma história mais sentimental com um clube carioca: o Vasco.

Foi no interior de Minas Gerais, na pacata cidade de Três Corações, onde Edson Arantes do Nascimento começou a despertar seu interesse pelo futebol. Tinha o costume de ir aos treinos para assistir seu pai, Dondinho, que era atleta do Vasco da Gama de São Lourenço (MG).





Durante as atividades, Edson defendia bolas chutadas pelo pai e brincava e dizia para todos que quando crescesse queria ser como Bilé, o goleiro do time. Aos três anos de idade, Pelé não conseguia pronunciar corretamente e acabava dizendo palavras como “Pilé”, começando assim a ser chamado pelos amigos do pai de “Pelé”.

Reprodução / Internet

Pelé, agachado, o segundo da esquerda para direita, no combinado de Vasco e Santos de 1957

Depois de atuar pelo Vasco, Pelé foi para a Seleção Brasileira

Em 1957, as diretorias de Vasco e Santos fizeram um acordo para mesclar e unir seus melhores jogadores para disputarem a Taça Morumbi, um torneio amistoso internacional realizado no Rio de Janeiro e em São Paulo, com os times Belenenses (Portugal), Dínamo Zagreb (Ioguslávia), Flamengo e São Paulo.

Enquanto acontecia a Taça Morumbi, o elenco da seleção brasileira se preparava para disputar a Copa Roca e o Vasco cedeu atletas como Paulinho e Bellini. O primeiro jogo da Copa aconteceu no dia 7 de julho, uma semana após o fim do torneio do Morumbi.

E foi em junho de 1957, nas quatro partidas do torneio, que o menino de 16 anos aparecia para o mundo e conquistaria sua primeira convocação para a seleção nacional. Nos quatro jogos, Pelé marcou seis gols, incluindo um ‘hat-trick’ (três gols num mesmo jogo) contra o Belenenses. Segundo o site oficial do Vasco, jornais da época falavam em “nascimento de um futuro craque da seleção”.

E não deu outra: depois de brilhar com a camisa do Vasco, o técnico Sylvio Pirillo decidiu convocá-lo para a disputa da Copa Roca, contra a Argentina, no Maracanã, no dia 7 de julho de 1957. Em sua estreia, Pelé fez um gol na derrota por 2 a 1. No segundo jogo, balançou a rede novamente na vitória por 2 a 0.

Em entrevista, Pelé declara amor e consideração ao Vasco

Gol 1000 marcado contra o Vasco em 69 / reprodução

“O time do meu coração sempre foi o Vasco. Eu gostei muito do Vasco, gosto muito do Vasco”.

Marcando o milésimo gol em cima do Vasco

O destino levou Pelé a marcar o seu milésimo gol da carreira no Maracanã, no dia 19 de novembro de 1969, de pênalti, contra o Vasco do goleiro Edgardo Andrada, que ficou conhecido como o “arqueiro do rei” após não alcançar a bola e sofrer o milésimo gol.

Um rei vascaíno de coração e carrasco nos gramados

Vasco e Pelé se enfrentaram 20 vezes, com oito vitórias para cada lado e quatro empates, incluindo muitas bolas nas redes do Rei do futebol. De acordo com levantamento do número de gols do eterno camisa 10 do Santos e da seleção brasileira, Pelé marcou nove vezes contra o Vasco.

Confira os confrontos e os gols de Pelé na Taça do Morumbi

19/06/1957 – Vasco-Santos 6 x 1 Belenenses (Portugal)
Gols: Pelé (3)

22/06/1957 – Vasco-Santos 1 x 1 Dínamo Zagreb (Iugoslávia)
Gols: Pelé (1)

26/06/1957 – Vasco-Santos 1 x 1 Flamengo
Gols: Pelé (1)

Vasco parabeniza Pelé

Share This Post

Matheus Reis avatar
Roteirista por formação, estudante de Jornalismo na UniCarioca e Ciências Sociais na Uerj. Escrevo para o Expresso 1898 e sou setorista do Vasco no Futebolzinho.