Share This Post

Artigos

Na medida do possível, Zé Ricardo faz bom trabalho no Botafogo, e tende a crescer

Na medida do possível, Zé Ricardo faz bom trabalho no Botafogo, e tende a crescer

O técnico Zé Ricardo vem sofrendo com críticas da torcida e de alguns profissionais da imprensa do Rio de Janeiro pelo desempenho do alvinegro em 2019. Mesmo que tenha classificado o clube para a terceira fase da Copa do Brasil, e para a segunda fase da Copa Sul-Americana, os alvinegros não se mostram satisfeitos com a situação do Botafogo no Campeonato Carioca. Foram nove jogos feitos, com duas vitórias, três empates e quatro derrotas. Um aproveitamento de 33,3%.

Na temporada de 2018, Zé obteve 50% de aproveitamento com o Botafogo, número que está abaixo até mesmo de seu aproveitamento médio na carreira. Desde que começou no Flamengo em 2016, Zé Ricardo comandou suas equipes em 176 jogos, com 83 vitórias, 47 empates e 46 derrotas. Ou seja, seu aproveitamento durante toda a carreira como treinador é de 56%.

O que é curioso durante essa carreira, é que em todos os times como técnico, Zé treinou os times em pelo menos duas temporadas. Esteve no Flamengo em 2016 e 2017, no Vasco em 2017 e 2018, até chegar no Botafogo, onde permanece até o momento. Em todos esses clubes, Zé Ricardo fez uma boa primeira temporada, conseguindo sucesso nas metas estipuladas, e na temporada seguinte, o rendimento caia e o clube não conseguia chegar aos objetivos, o que não convém com a realidade do Botafogo. Veja:

FLAMENGO
38 jogos em 2016
20 vitorias
10 empates
8 derrotas
61,4%
Resultado: Terceira colocação no brasileiro

51 jogos em 2017
27 vitorias
15 empates
9 derrotas
62,7%
Campeão Carioca
Classificado para semifinal da Copa do Brasil
Eliminado da Primeira Liga nas quartas de final
Eliminado da Copa Libertadores na fase de grupos
Demitido depois de sequência de uma vitória em sete jogos.

VASCO
17 jogos em 2017
8 vitorias
7 empates
2 derrotas
60,7%
Classificado para Copa Libertadores

33 jogos em 2018
14 vitorias
6 empates
13 derrotas
48,4%
Vice-Campeão do Campeonato Carioca
Eliminado da Copa Libertadores na fase de grupos

BOTAFOGO
24 jogos em 2018
10 vitorias
6 empates
8 derrotas
50%
Saiu de situação adversa no Campeonato Brasileiro e quase conseguiu classificação para a Copa Libertadores
Eliminado da Copa Sul-Americana nas oitavas de final

13 jogos em 2019
6 vitorias
3 empates
4 derrotas
53,8%
Classificado para terceira fase da Copa do Brasil
Classificado para segunda fase da Copa Sul-Americana

Os números mostram que, mesmo com aproveitamento menor no Botafogo do que na sua média na carreira, quase todos os objetivos estipulados para 2019 estão sendo conquistados até o momento, o que faz com que seu trabalho no Alvinegro seja melhor do que nos outros clubes. É claro que, o time teria condições de estar em melhor posição na classificação do Campeonato Carioca, mas o fato de estar jogando outras duas competições paralelamente, e de ter enfrentado um grande adversário logo na primeira fase da Copa Sul-Americana, dificultou esse processo.

Além dos resultados, outro fator que vem incomodando a torcida são as atuações do clube na temporada. É preciso reforçar que, nas competições consideradas mais importantes (leia-se Sul-Americana e Copa do Brasil), o Botafogo venceu todos os quatro jogos que fez, com nove gols feitos e nenhum tomado. Ou seja, mostrou ser uma equipe sólida defensivamente.

Concluindo, o Botafogo que Zé Ricardo tem à sua disposição para 2019 é melhor que o de 2018. Com a volta de jogadores importantes, como João Paulo, e a chegada de bons reforços, como Cícero e Diego Souza, a tendência é de que a equipe suba de patamar e melhore suas atuações. Mas é preciso ter paciência para achar a melhor formação com esses reforços, e é no Carioca que os testes estão sendo feito para isso. Na minha opinião, o trabalho é bom e tende a crescer. Basta ter paciência.

Share This Post

João Pedro Fragoso avatar
Brasileiro e carioca nato, estudante de Jornalismo. Setorista do Botafogo pelo Futebolzinho. Além disso, amante de pagode e de NFL.