Share This Post

Fazendo a "de fora"

Bom futebol X Eficiência

Bom futebol X Eficiência

Fluminense e Botafogo fizeram no sábado um daqueles jogos muito atípicos, que as pessoas costumam falar que geram a paixão pelo futebol. Paixão dos torcedores vencedores, claro.

Existe o conceito de times que jogam mal e vencem. Na minha visão, times jogam mal e vencem porque o outro foi pior de alguma forma e o único jogo vencido injustamente é aquele em que a arbitragem não garante a justiça da regra.

Assim sendo, não pode ser considerada injusta a vitória do Botafogo, mesmo com todos os números, e até mesmo a olho nú, sem a frieza quantitativa, indicando uma superioridade grande do Fluminense durante a partida.

Começando pelos perdedores, o Fluminense fez o melhor primeiro tempo, no que diz respeito ao aspecto tático, desde que o Diniz chegou. E isso não foi por acaso. Ele corrigiu erros que vinha cometendo, de escalação e de peças, principalmente na formação de meio de campo, na divisão do 1o pro 2o e do 2o pro 3o terços. Jogou muito bem nestes setores e, apesar de não ter feito um 2o tempo no mesmo nível, pode-se dizer que se chegou ao limite que o grupo, que é melhor do que o do ano passado, consegue responder. E pareceu bem satisfatório.

No que diz respeito ao aspecto técnico, o acerto nestes setores antes das linhas ofensivas, fez com que todos parecessem ter feito boa partida. Mas com Ganso apagado (voltando de contusão), Pedro ainda pegando ritmo e sendo utilizado como trombador em inúmeras bolas alçadas na área, o que é um desperdício, e os outros em péssima tarde técnica, mais especificamente no que diz respeito às finalizações, o que também não é novidade e precisa ser visto, sucumbiu. E isso é importante, principalmente quando o time joga 4 vezes e perde 3, sendo duas com mando de campo, num campeonato em que isso é fundamental!

Acertou-se na mudança para o time realmente jogar ofensivamente. Cria chances, monta jogadas, é sólido na tomada de bola, mas não faz o gol … parece bom futebol, a torcida aplaude, mas segue ineficiente. A vitória contra o Grêmio, com uma eficiência ofensiva de quase 100%, foi um ponto muito fora da curva. Trouxe, sim, a boa sensação de que pode ser bem mehor, mas as características atípicas deste jogo ainda não deixam isto muito claro.

De qualquer forma, se fossem me perguntar hoje qual o time que deve jogar a próxima partida e como deve jogar, não tenho dúvida alguma de dizer que é esse aí e deve-se insistir nele, corrigindo este detalhe fatal, que levou à derrota.

E agora, o Botafogo, justo vencedor, que inicia o campeonato de forma surpreendente. Um clube cheio de problemas, sem continuidade de trabalhos técnicos e táticos e mesmo com o reforço do Diego Souza, que acho um senhor jogador, e com a presença do excelente Gatito, entendo ter um elenco pior do que o do Fluminense.

Suportou a pressão, com grande atuação do Gatito, e entendeu que a saída era jogar no contra-ataque, dada a superioridade do adversário, que inconformado com o empate saiu completamente.

No único que acertou, fez bela jogada e achou uma bela cabeçada, livre, em falha de posicionamento da zaga tricolor. Eficiência total. Vai ser sempre assim? Não vai mesmo. Pode ser um ponto fora da curva também? Pode. Bom futebol? Não … mas meus amigos, o que vale é bola na rede e ponto final.

Espero do Botafogo manter a pegada? Não … mas com certeza a confiança foi pro alto e isto no futebol é fundamental pra se acertar o trabalho.

No dia seguinte, o Santos mostrou como jogar um bom futebol e ganhar a partida, com facilidade pra fazer o resultado, mesmo sem ser um primor de eficiência ofensiva, já que perdeu uma penca de gols e não deu a goleada que merecia. Este, sim, mostrou a Botafogo e Fluminense como aliar bom futebol e eficiência para fazer valer a sua superioridade.

Foto: Marcelo Goncalves PHOTO PREMIUM

Share This Post

Antônio Ramos avatar
Ex-jogador, auxiliar técnico e instrutor de futebol, escrevendo sobre o tema há mais de 20 anos. Torcedor do Fluminense Football Club.

1 Comment

  1. Regina Carino avatar

    Você sempre sabe o que diz…e eu acompanho.

Comments are now closed for this post.

P