Share This Post

Campeonato Brasileiro

Ricardo Oliveira encerra jejum e Atlético-MG vence o Fluminense em confronto movimentado

Ricardo Oliveira encerra jejum e Atlético-MG vence o Fluminense em confronto movimentado

RESUMO:

Em jogo bastante movimentado, o Atlético-MG levou a melhor sobre o Fluminense e saiu vitorioso por 2 a 1, no Independência, válido pela 14ª rodada do Brasileirão. Cazares abriu o placar e Ricardo Oliveira marcou o segundo, encerrando uma seca de 15 jogos sem balançar as redes. Já no apagar das luzes, Nenê descontou o placar.

Apesar de atuar fora de casa, o Fluminense começou mandando na partida. No estilo Fernando Diniz, a equipe chegou a ter 80% de posse de bola e criou boas chances de gol. Na primeira delas, Pedro cabeceou por cima da meta após um cruzamento da direita de Igor Julião. Na sequência, Yony González também deu sustos após chute cruzado.

Entretanto, o Atlético-MG entrou na partida após marcar a saída de bola e lançar nas costas dos zagueiros. Por exemplo, aos 20 minutos, Ricardo Oliveira recebeu lançamento, ganhou no corpo de Nino, mas cara a cara com Muriel acabou bloqueado. Mais tarde, aos 36 minutos, Cazares teve a primeira chance, mas o goleiro tricolor fez mais uma bela defesa para impedir. Na tentativa seguinte, o colombiano não perdoou após Digão cortar mal e a bola sobrar na área para encher o pé.

Na etapa final, o Fluminense tentou correr atrás do prejuízo, mas sequer deu tempo de buscar o empate. Logo aos 5 minutos, em saída errada de bola de Nenê, Ricardo Oliveira recebeu sozinho para encerrar a seca de gols. No restante da partida, o clube carioca seguiu em busca do gol, mas deixava espaços na defesa. Já no fim, em bonita jogada de João Pedro, Nenê diminuiu, mas não evitou a oitava derrota na competição.

XÔ, SECA:

Após 117 dias ou 15 jogos, Ricardo Oliveira, enfim, desencantou. Durante a partida, o centroavante teve pelo menos outras duas chances, mas parou no Muriel. No entanto, na saída errada de Nenê, o camisa 9 chapou no canto de Muriel e deu fim incômodo jejum. Na comemoração, todos os jogadores saíram do banco de reservas foram abraçá-lo.

Abraço coletivo para comemorar fim da seca de Ricardo Oliveira – Foto: Bruno Cantini / Atletico

PREOCUPAÇÃO COM PEDRO:

No final do primeiro tempo, o camisa 9 do Fluminense sentiu o músculo posterior da coxa direita. Desta forma, nem retornou para o segundo tempo, dando lugar ao João Pedro. De acordo com a assessoria do clube, o atleta será reavaliado e fará exames quando retornar ao Rio de Janeiro.

PRIMEIRO GOL E EXPULSÃO:

Nenê entrou no intervalo do jogo e participou de dois lances cruciais da partida. O segundo gol do Atlético-MG, por exemplo, nasceu após saída de bola errada do camisa 77. Aos 43 minutos, ele se redimiu marcando seu primeiro gol no clube. No entanto, após o apito final, levou o segundo amarelo por reclamação e acabou sendo expulso. Desta forma, não estará à disposição do técnico Fernando Diniz para enfrentar o CSA, na próxima rodada.

Nenê foi um dos destaques tanto positivo como negativo – Foto: Mailson Santana/FFC

 

TABELA E JOGOS:

Com a vitória, o Galo chega aos 27 pontos e se mantém no G-4 do Brasileirão. Em situação oposta, o Fluminense estaciona nos 12 pontos, na 16° colocação. Em caso de vitória do Cruzeiro, neste domingo, o Tricolor pode terminar a rodada novamente na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o alvinegro enfrentará o Athlético-PR, no sábado (19), às 19h, na Arena da Baixada, enquanto o Fluminense receberá o CSA, no domingo (20), às 16h, no Maracanã.

 

FOTO: Bruno Cantini / Atletico

 

 

 

Share This Post

Gabriel Lutterbach avatar
Jornalista em formação, 19 anos, mais carioca do que mineiro, mesmo sendo ao contrário na realidade. Setorista do Fluminense pelo Futebolzinho. Tudo que eu entendo do ser humano, devo ao futebol.

Leave a Reply

P