Share This Post

Campeonato Brasileiro

VAR estará nas 380 partidas do Brasileiro de 2019

VAR estará nas 380 partidas do Brasileiro de 2019

A CBF convocou para esta sexta-feira (22), uma reunião com os dirigentes dos clubes da Série A com o intuito de discutir se os mesmos aprovariam algumas mudanças para o Campeonato Brasileiro de 2019 como, por exemplo, propostas para aumentar o público no Campeonato Brasileiro, limitação de 40 inscritos por cada clube da primeira divisão, criação da Supercopa do Brasil, imposição de apenas uma troca de treinador durante a competição, além da utilização do VAR sendo custeada por ela, ideia que foi aceita pelas equipes.

A entidade informou que financiará as despesas referentes à infraestrutura e tecnologia, com os clubes ficando  encarregados pelos gastos com a educação e sociabilização das torcidas – medida que visa prevenir confusões nos arredores e dentro dos estádios.

Em entrevista, Rogério Caboclo declarou:

Queremos elevar o patamar do Campeonato Brasileiro. Para isso, apresentaremos aos clubes uma pauta integrada, que passa pela arbitragem, pelos aspectos técnicos das partidas e pelo público nos estádios.

No ano passado, torneios como o Campeonato Carioca e a Copa do Brasil utilizaram o recurso tecnológico, mas presente apenas nas fases decisivas. Vale ressaltar que, em 2018, ocorreu uma eleição para decidir se o VAR seria utilizado na última edição do Campeonato Brasileiro, porém as equipes discordaram do uso do árbitro de vídeo, pois eles deveriam arcar com os custos. Contudo, dessa vez, houve um consentimento entre os clubes e a CBF.

Outra inovação aceita entre as partes foi a criação da Supercopa do Brasil, competição que reunirá o vencedor do Campeonato Brasileiro e o campão da Copa do Brasil em apenas uma partida, em campo neutro. Esse modelo de torneio já existe em outros países como Inglaterra, Espanha e Alemanha. Enquanto isso, as demais propostas foram vetadas.

Segundo o site Marketing Esportivo, é que aproximadamente 19 mil pessoas, em média, estiveram presentes nos estádios por partida no Campeonato Brasileiro do ano passado, melhor marca desde 87. Mesmo assim, a mais importante competição do país é superada por torneios do México, Estados Unidos e China. Devido a isso, CBF tenta implementar atitudes para aumentar o público.

Por mais tempo de bola em jogo, a entidade buscou campanha de respeito à arbitragem atingindo a todos os campeonatos do país. A intenção é ter jogos mais dinâmicos e redução nos protestos que interferem na continuidade da partida.

Com relação às propostas não aprovadas pelos clubes, que visavam limitar a inscrição de até 40 jogadores e apenas uma mudança de técnico durante o torneio, o presidente da entidade afirmou:

“Essa medida ajudaria os clubes a racionalizarem sua gestão e a médio prazo permitirá a redução de custos.”

Fonte: Globoesporte.com, Onefootball e Marketing Esportivo

Redação: Futebolzinho.com

Foto: Guilherme Rodrigues / Futura Press / Estadão

 

Share This Post

P