Share This Post

Campeonato Carioca / Flamengo / Vasco

O maior campeão do Rio de Janeiro faz a festa e conquista o seu 35º título estadual

O maior campeão do Rio de Janeiro faz a festa e conquista o seu 35º título estadual

Missão cumprida. Além dos chocolates do Domingo de Páscoa (21), o torcedor do Flamengo ganhou um belo e esperado presente: o time venceu o Vasco em mais uma final e conquistou seu 35º título estadual do Rio de Janeiro. A vitória por 2 a 0, num Maracanã ocupado por mais de 50 espectadores, foi construída com gols de Willian Arão, no primeiro tempo, e Vitinho,no segundo. Conquista insofismável que aumenta a vantagem dos rubro-negros sobre os rivais no ranking dos campeões do Estado – o Fluminense tem 31 títulos cariocas, o Vasco 24, o Botafogo 21, o América sete, o Bangu dois e São Cristóvão e Paissandu um, cada.

O JOGO

A partida começou de forma diferente ao do primeiro confronto entre ambos nessa decisão do estadual em 180 minutos. Com o placar de 2 a 0 em favor do Flamengo, o Vasco mudou a postura e partiu pra cima. Com Bruno César e Maxi López no banco, dando vez a Lucas Santos e Yan Sasse, o time de Alberto Valentim entrou mais concentrado e tentou reduzir a vantagem adversária logos nos minutos iniciais. Mas, aos 15 minutos, foi surpreendido com um balde de água fria.

Gabriel Barbosa recebeu a bola pela direita em posição de impedimento, o bandeira não assinalou e foi derrubado por Raul. Na cobrança da falta, Pará rolou a bola para Arrascaeta, que levantou na área. Willian Arão subiu mais que Werley e abriu o placar com uma cabeçada certeira. O Vasco tentou não se abater, criou boas chances, finalizou mais (10 a 8), mas o primeiro tempo terminou com 52% de posse de bola para o Flamengo.

Ainda assim, o técnico Abel Braga mostrou-se visivelmente insatisfeito com a frouxa marcação do time no meio-campo, onde o meia Lucas Santos armava as jogadas do Vasco. Valentim, porém, sacou o menino no intervalo para a entrada de Maxi López e tentou reaver o controle no setor lançando Bruno César no lugar de Cáceres. Até levou perigo, mas parou em suas limitações técnicas e nas defesas seguras de Diego Alves.

Aos 14, Gabriel Barbosa, o Gabigol, saiu em posição de impedimento para ampliar o placar e mais uma vez o bandeira não interferiu na jogada. Mas, desta vez, enquanto o atacante comemorava o árbitro de vídeo revia e anulava o feito. Dez minutos mais tarde, Valentim tentou aumentar o poderio ofensivo com a entrada de Ribamar no lugar de Yan Sasse, e a 15 minutos do fim Abel pôs Vitinho e Ronaldo nos lugares de Arrascaeta e Gabriel Barbosa.

As tentativas de Valentim se mostraram insuficientes para mudar o placar, e, aos 37, Vitinho recebeu passe em profundidade de Diego e chutou com convicção. Fez o segundo gol do Flamengo (4 a 0 no agregado) e sacramentou a conquista do título. Dali em diante foi só tocar a bola e esperar o apito final para soltar o grito de campeão.

DAQUI PRA FRENTE

Em festa, mas sem tempo para descanso, o Flamengo viaja nesta segunda-feira (22) para o Equador, onde na quarta-feira (24) enfrenta a LDU, em Quito, pela 5ª rodada do Grupo D da Libertadores, às 21h30, no estádio Casa Blanca. Em caso de vitória, o time garante a classificação para as oitavas do torneio com uma rodada de antecedência.
O Vasco enfrenta o Santos, no mesmo dia, às 19h15, em São Januário, tentando virar um jogo que perde por 2 a 0. O confronto vale vaga na próxima fase da Copa do Brasil. O time precisa de vitória mínima por dois gols para levar a decisão da vaga para os pênaltis.

TUDO SOBRE A FESTA RUBRO-NEGRA

A festa no Maracanã começou cedo. Em maior número no Maracanã, por conta da vantagem do primeiro jogo, o time rubro-negro entrou em campo com um mosaico feito pela torcida, que já iniciava as comemorações: ‘Festa na favela’.

Vitinho comemorando após marcar o 2º gol do jogo!

A foto da equipe no momento mais emocionante: levantar a taça!

View this post on Instagram

É campeãooooooooooooooooooo!!! #FestaNaFavela

A post shared by Flamengo (@flamengo) on

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 0 VASCO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Luiz Cláudio Regazone
VAR: Bruno Arleu e Daniel Espírito Santo
Cartões amarelos: Diego, Gabriel, Cuéllar (Flamengo); Leandro Castán, Werley, Danilo Barcelos, Bruno César, Raul, Marrony (Vasco)
Cartão vermelho: Werley (Vasco)
Público: 52.398 (47.995 pagantes)
Renda: R$ 2.152.256,00
Gols:
FLAMENGO: William Arão, aos 15 min do 1º tempo; Vitinho, aos 37 min do 2º tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Arrascaeta (Vitinho), Gabigol (Ronaldo) e Everton Ribeiro (Lincoln). Técnico: Abel Braga

VASCO: Fernando Miguel, Raul Cáceres (Bruno César), Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Yago Pikachu e Lucas Santos (Maxi López); Marrony e Yan Sasse (Ribamar). Técnico: Alberto Valentim

FOTO: Alexandre Vidal/Flamengo

REDAÇÃO: Futebolzinho.com

Share This Post

P