Share This Post

Campeonato Carioca / Fluminense

Invicto na Taça Rio, time assume a liderança do Grupo B

Invicto na Taça Rio, time assume a liderança do Grupo B

O Fluminense venceu a Cabofriense pela terceira rodada da Taça Rio, na tarde deste domingo (10), no Maracanã, e segue sem perder no turno. Com gols de Yony González e Luciano, artilheiros na temporada, o time venceu, mas não convenceu. Mesmo assim, assumiu a liderança do Grupo B e diminuiu para três pontos a diferença para Flamengo e Vasco na classificação geral – 20 a 17.

A partida

A torcida tricolor esperava mais de um time que tem se mostrado disposto a jogar com troca de passes rápidos, velocidade na transição de jogo, e a fazer gols com certa facilidade. Só que desta vez não foi bem assim. O primeiro tempo foi de muitos erros, com falta de qualidade das duas equipes, mas com o Fluminense mantendo a posse de bola que é o seu ponto forte – sem conseguir, no entanto, furar a defesa do adversário, que jogava bem compactada.

Até que, aos 25 minutos, Yony González abriiu o placar, escorando num lindo voleio um passe do volante Allan, após a rebatida do cruzamento do lateral Gilberto. O gol acelerou o time, que logo depois mandou uma bola na trave, de novo com Yony. A Cabofriense dirigida por Valdir Bigode teve de sair para o jogo mas, sem vocação ofensiva, não soube finalizar as jogadas que construiu.

No segundo tempo, o time da Região dos Lagos tentou mais efetividade e deu trabalho aos volantes Allan e Airton, principalmente nos contra-ataques. Após a parada técnica,  Fernando Diniz colocou Marcos Calazans no lugar de Dodi, que pouco apareceu no jogo, e conseguiu mais força ofensiva pelo lado esquerdo – setor do time que sentiu a ausência de Everaldo, suspenso.

A modificação surtiu efeito é, aos 20 minutos, o ataque trocou passes na aérea adversária, e Ganso pôs Luciano em condições de fazer 2 a 0, chutando cruzado, no canto direito do goleiro. Involuntariamente, o time diminuiu o ritmo e aos 39 minutos perdeu o zagueiro Digão, com dores  na panturrilha m, promovendo a entrada do recém-contratado Léo Santos, que passou a fazer a dupla de zaga com Matheus Ferraz.

O time passou a ter mais dificuldades para ter o controle do jogo e, já nos minutos finais, sofreu um belo gol, em jogada individual do atacante Abner.

Próximo jogo

O desafio do Fluminense agora será superar o Boavista, na próxima quinta-feira (14), em Bacaxá , às 20h. A Cabofriense se manteve em segundo lugar no Grupo C, com seis pontos, e é superada apenas pelo Flamengo, que tem sete. Sua próxima partida será contra o Vasco, domingo (17), às 16h, em Cariacica, no Espírito Santo.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2 x 1 CABOFRIENSE

Estádio: Maracanã
Público / Renda: 8.772 presentes- 8.207 pagantes / R$ 208.756,00
Árbitro: Leonardo Cavaleiro (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)
Cartão amarelo: Caio Henrique. Matheus Ferraz (FLU); Bruno Lima, George (CAB)

GOLS: Yony González 24’/1ºT (1-0), Luciano 19’/2ºT (2-0), Abner (45’/2ºT)

FLUMINENSE: Rodolfo; Gilberto, Digão (Léo Santos, 30’/2ºT), Matheus Ferraz e Caio Henrique; Airton, Allan, Dodi (Marcos Calazans, 22’/2ºT), Paulo Henrique Ganso; Luciano e Yony González (Marcos Paulo, 39’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz

CABOFRIENSE: George; Watson, Brunno Lima, Igor e Gama; Marlon (Abner, 36’/2ºT), Rafael Pernão, Abuda e Rincon; Anderson Rosa (Kaká Mendes, 22’/2ºT) e Marcus Vinícius (Manoel, 28’/2ºT). Técnico: Valdir Bigode

FOTO: Lucas Merçon/ Fluminense F.C.)

Share This Post