Share This Post

Campeonato Carioca

VAR chega ao Carioca, mas FERJ sinaliza custo extra aos clubes por partida

VAR chega ao Carioca, mas FERJ sinaliza custo extra aos clubes por partida

O Campeonato Carioca de 2019 inicia neste sábado (19) com uma novidade inusitada: o “VAR particular”. Isto é, o regulamento deste ano permite o auxílio do árbitro de vídeo em todas as fases, mas desde que os clubes paguem pelo custo da utilização da ferramenta.

No artigo 107-A do Regulamento Geral, consta que a competição terá a presença do árbitro de vídeo. Porém, dois incisos do artigo indicam que a tecnologia não será utilizada em todas as partidas. A FERJ bancará a tecnologia somente em 10 jogos decisivos do Carioca.

“A FERJ  (Federação de Futebol do Rio de Janeiro) não está obrigada a usar o VAR em todos os jogos da mesma competição ou da mesma rodada, na medida em que depende de condições técnicas e materiais para fazê-lo. Qualquer clube pode solicitar, às suas expensas, que o VAR seja utilizado em suas partidas, desde que a solicitaçãpo seja feita à COAF/RJ com antecedência mínima de dez dias e que o estádio que receberá o VAR tenha condições de técnicas para seu uso”, dizem os artigos.

Apesar da tecnologia ser bem vista, nenhum dos 12 clubes mostrou-se disposto a pagar pelo custo extra de R$ 25 mil por jogo para que o árbitro de vídeo esteja presente. Confira a resposta dos quatro grandes: 

Vice-presidente de futebol do Botafogo, Gustavo Noronha, ao site Globoesporte.com:  “A tecnologia é bem-vinda, mas o custo, é preciso ponderar. É preciso ver caso a caso. Queria ter recurso para termos em todos os jogos, mas não devemos ter essa folga orçamentária nesse momento”.

Diretor de futebol do Flamengo, Carlos Noval, ao site Globoesporte.com: “O Flamengo sempre foi a favor de ter o VAR, desde o ano passado. A gente sempre é a favor da melhoria do futebol, é algo positivo. Sobre o clube pagar, vamos ter que conversar internamente para ver se vale a pena”.

Fluminense, via nota oficial: “O Fluminense é sempre a favor da modernidade no futebol e acha ótimo a Federação ter adotado esta medida. O clube irá avaliar jogo a jogo a utilização do VAR e aprova ter este recurso nos jogos mais importantes do Campeonato Carioca”.

Vasco, via nota oficial: “A princípio, o Vasco não utilizará o VAR por conta própria sobretudo em razão dos custos elevados para sua implementação. No entanto, caso se faça necessário seu uso em alguma rodada que não as semifinais e finais, o caso será avaliado pela diretoria”.

Ainda de acordo com o Globoesporte.com, a FERJ limitou a cinco estádios que terão condições de receber o VAR: Maracanã, Moacyrzão, Nilton Santos, Raulino de Oliveira e São Januário. A empresa Hawk-Eye – a mesma que atuou na Copa do Mundo – será a responsável pela estrutura do árbitro de vídeo.

ÁRBITROS DE VÍDEO INICIAM TREINAMENTO PARA O CARIOCA

Nesta quinta-feira (17) começou o treinamento para 25 árbitros que poderão usar a ferramenta no Campeonato Carioca 2019. Esses mesmos árbitros já foram treinados pela CBF, no entanto precisam receber um certificado da IFAB – órgão internacional que regula as regras do futebol – para estarem aptos.

Relação dos participantes do curso de capacitação VAR 2019 — Foto: Reprodução

Estes são os 25 árbitros participantes do curso de captação VAR 2019. (Foto: Reprodução)

Em cada uma dessas 10 partidas a princípio que o Carioca contará com o VAR, a equipe será formada por um árbitro principal, um assistente, um supervisor e dois operadores de vídeo da empresa Hawk-Eye. Antes da utilização desta ferramenta, a FERJ apresentará essa tecnologia aos clubes, jogadores e imprensa.

 

FONTE: Globoesporte.com

REDAÇÃO: Futebolzinho.com

FOTO: Leandro Lopes/CBF

Share This Post