Share This Post

Copa do Brasil / Fluminense

Diniz defende posse de bola tricolor

Diniz defende posse de bola tricolor

Após empate com o Cruzeiro em 1 a 1, no Maracanã, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, o comandante tricolor disse acreditar no filosofia de jogo e na evolução dos jogadores para aperfeiçoar o sistema. Na partida, o Fluminense finalizou 20 vezes, e o Cruzeiro uma, apenas. Mas a falta precisão parece não preocupar o treinador.

“Está faltando botarmos a bola para dentro do gol. Jogamos contra um grande adversário, que se defende muito bem. O Fluminense tem que ser muito elogiado pela partida que fez, independentemente do resultado. Podia ter terminado 1 a 0 para o Cruzeiro e isso não tiraria o mérito da partida que fizemos. O volume de finalizações está alto e a bola vai começar a entrar. Temos que insistir. Não podemos achar que isso é o errado”,afirmou Diniz.

Diniz ainda comparou o estilo de jogar do time de Mano Menezes com o que o Botafogo apresentou no último jogo – times que não finalizaram muitas vezes e esperaram por uma chance para tentar definir a partida.

 “Eles jogaram por uma bola. Se jogamos assim e perdemos, como foi contra o Botafogo, dá uma impressão muito equivocada de que se jogássemos de outra forma as chances de ganhar aumentariam. A maneira como a equipe está jogando, segundo aquilo que penso de futebol e da vida, estamos fazendo o melhor possível para ganhar os jogos. A bola vai passar a entrar. Tem que insistir. O modelo está correto e os jogadores se entregaram muito”,disse o treinador tricolor.

As atuações  dos ‘ garotos de Xérem’ também foram abordadas pelo treinador. Ele disse contar com eles mais vezes na temperada.

”O Marcos Paulo entrou bem, o João Pedro fez o gol… Isso é bom para mim. Vamos ganhando opções para a sequência. Conforme os treinamentos vão acontecendo e os jogadores vão ganhando maturidade, eles vão ganhando espaço. O futebol não tem muita receita. Não é o treinador que escala simplesmente porque quer. Os jogadores vão mostrando nos treinamentos, quando têm oportunidade de jogar e vão ganhando espaço. É uma coisa natural que está acontecendo”, completou o treinador 

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Share This Post

1 Comment

  1. Regina Carino avatar

    Cada vez que eu ouço o Diniz mais acredito nele. Sei que precisamos vencer, estamos quase no limite, perdendo pro Cruzeiro o bicho vai pegar pra ele, infelizmente. Nem tudo depende só dele.

Comments are now closed for this post.

P