Share This Post

Copa Libertadores / Flamengo

Festa uruguaia no Maracanã

Festa uruguaia no Maracanã

O Flamengo amargou na noite desta quarta-feira sua segunda derrota em 17 jogos oficiais sob o comando de Abel Braga: num Maracanã lotado por quase 70 mil rubro-negros, o time perdeu para o Peñarol sua primeira partida nessa edição da Libertadores e desperdiçou a chance de encaminhar a classificação para a segunda fase do torneio. O gol de cabeça do atacante argentino Lucas Viatri, aos 43 minutos do segundo tempo, pôs os uruguaios no primeiro lugar do grupo D e reduziu para dois pontos a diferença para o segundo colocado. A diferença na tabela do grupo cai para apenas um ponto da equipe carioca para o vice líder, o própria clube uruguaio. Na próxima rodada, o time carioca recebe o San José, da Bolívia, no Maracanã, e o os uruguaios jogam em casa contra a LDU.

O primeiro tempo

Durante alguns momentos no primeiro tempo, parecia que os rubro negros era quem iria sair na frente do marcador. A bola chegou com perigo ao gol uruguaio logo aos 12′ do primeiro tempo, pelos pés de Gabriel Barbosa. A essa altura parecia muito mais que o jogador seria responsável por uma vitória do que principal motivo de derrota.

Everton caminhava para mais um jogo de boas jogadas que deixavam Gabriel na frente para marcar, aos 29′ mais uma oportunidade desperdiçada. Porém a melhor jogada do primeiro tempo, e a melhor do Flamengo na Partida, veio apenas aos 48′ da primeira etapa. Uma falta bastante ensaiada, que tornava-se nítida devido a sua repetição, parte de uma falta na intermediário pelos pés de Everton Ribeiro. Acha a cabeça de Rodrigo Caio , que fez uma partida firme, mais pela direita da área, escorando para Gabriel Barbosa centralizado. O jogador bate bem de cabeça na bola, porém com pouca força, possibilitando a defesa em dois tempos do goleiro Dawson. O primeiro tempo acabava com domínio do time carioca.

Foto de Alexandre Vidal

O segundo tempo

No intervalo do jogo, muito torcedores do Penãrol ainda entravam no estádio devido a completa confusão realizada por muitos deles, mais de 100 detidos, no Leme mais cedo. O que chegaram tarde conseguiram ver um Flamengo ainda mais ofensivo no início da segunda parte do jogo. Mas a partida mostrava-se diferente para os uruguaios que logo chegaram com perigo em chute forte de Canobbio, passando pelo lado direito de Diego Alves.

O flamenguista chegou a gritar forte o gol marcado por Gabriel aos 10′ do segundo tempo, porém logo a bandeirinha levantou corretamente bem seu instrumento de trabalho para sinalizar impedimento. O sentimento de frustração pelo gol bem anulado, foi se propagando pelos torcedores que assistiam o Penãrol gostar da partida. Vittinho entra aos 22′ no lugar de Arão, em uma clara demonstração de ousadia do técnico Abel Braga, tirando um volante por um jogador ofensivo. O professor queria a vitória. E realmente a entrada do jogador parecia ser um fator positivo no time, chegou a participar de dois momentos de maior perigo.

Foto retirada do site oficial do Peñarol

Gabriel Expulso

Até que a grande variante decisiva do jogo aconteceu: Gabigol ganha cartão vermelho direto, aos 29′, em entrada no mínimo infantil e desproporcional, no lateral Rojo. Daí para frente foi domínio total dos uruguaios. Com o típico jogo pegado, cartões foram se espalhando como praga na grama do Maracanã. Um dos amarelos, o volante Guzmán, sai dois minutos depois da advertência para dar lugar ao atacante Viatri. Esse nome daria resultados finais a partida.

Bruno Henrique ainda dá lugar a Uribe aos 41′, Abel queria a vitória e ia abrindo cada vez mais o posicionamento defensivo de seus jogadores. Arão ia ajudando Pará na marcação do lado direito, até sair. Aos 42′ o gol tem origem na mesma lateral direita: cruzamento de Lucas Hernández na área, cabeçada indefensável de Lucas Viatri. Para acabar faltava pouco, e a equipe do Peñarol vencendo e com um a mais soube administrar.

Situação do grupo

O Flamengo poderia se isolar na liderança do grupo e deixar bem caminhada a classificação com a partida de hoje, mas perdendo viu o adversário empatar em número de pontos (seis), mas tomar a liderança devido aos gols marcados. No restante do Grupo se encontram a LDU com quatro pontos, próxima adversária do Peñarol em jogo no Uruguai, e San José é o lanterna com apenas e um ponto. O Flamengo enfrenta o San José no Maracanã dia 11 de abril.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 1 PEÑAROL

Data/Hora: 03/04/2019, às 21h30 (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Gramado: Bom
Público/Renda: Pagantes 61.576, presentes: 66.716/ R$ 2.662.773,50
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Juan P. Belatti (ARG) e Diego Bonfa (ARG)
Cartões amarelos: Cuéllar, Diego (FLA); Giovanni González, Rojo, Guzmán Pereira, Formiliano, Lema (PEN)
Cartão vermelho: Gabigol, 29’/2ºT

Gol: Viatri (0-1, 42’/2ºT)

Share This Post

Thiago Soares avatar
Um jovem estudante de jornalismo que ama esporte, games e a comunicação. Sua paixão pelo futebol começa quando uma tia o leva pela primeira vez ao Maracanã. Não tinha para onde correr, foi amor a primeira vista. Além de esportes, Thiago escreve para uma mídia comunitária da favela da Rocinha.