Share This Post

Flamengo

Atuação não enche os olhos, mas Abel vê pontos positivos e defende Diego

Atuação não enche os olhos, mas Abel vê pontos positivos e defende Diego

Após a vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre a Chapecoense, Abel Braga saiu em defesa de Diego Ribas. O meia desperdiçou uma cobrança de pênalti ainda no primeiro tempo, batendo no canto direito do goleiro Tiepo, e deixou o campo vaiado por parte da torcida. E havia motivos. Foi a quarta cobrança desperdiçada em doze cobranças do capitão rubro-negro. O técnico elogiou a personalidade do capitão, mas revelou que ele não treinou penalidades.

“O treinador não chega para o jogador e fala para bater o pênalti de um lado. Ele bate onde tem confiança. Ontem (sábado), ele treinou faltas. De seis, fez quatro gols. Mas ele não treinou pênaltis. Treinou Vitinho, treinou Trauco… Perdeu, perdeu. Eu não vou perder, não vou lá bater. Pênalti é o jogador se sentir bem e pegar a bola. Ele chama sempre a responsabilidade”, disse o treinador.

Além disso, Abel também aproveitou a ocasião para comentar o desempenho do time, de maioria reserva, e demonstrar sua insatisfação com o horário escolhido para a partida, por conta do forte calor. Segundo Abel, os jogos do Campeonato Brasileiro só poderiam acontecer nesse horário a partir de Julho.

“Diego Alves e Rodrigo Caio precisavam (jogar). Gostamos, porque é uma equipe que não está habituada. Jogamos com o São Paulo com uma equipe diferente, estratégia diferente. Quando você muda de um jogo para o outro, é complicado. Não fizemos um grande jogo, mas a vitória se ajustou bem. Não tenho pretensão em achar que foi um grande jogo. Esse calor… Fica a sugestão. Você não pode jogar no mês de maio a esse horário no Rio de Janeiro. Julho, agosto, setembro… Tranquilo. Estava 36 graus.”, falou.

Veja outros tópicos da entrevista do treinador

Lincoln
“Espero que ele tenha uma evolução melhor. A verdade é que está tendo uma postura profissional muito boa, está se dedicando. Tudo dele foi 100% e está conseguindo aproveitar. Com certeza será inscrito na próxima fase da Libertadores. É um jogador que contamos.”

Escolha por poupar titulares
“As pessoas pensam que é só correr. O desgaste não é só esse. Você vai para um jogo daquele com o Peñarol, a pressão é enorme e depois consegue o feito. O atleta é ser humano, não é máquina. Nosso voo saiu atrasado, ninguém dormiu. Você vai sentir na frente. Agora, vamos ser solicitados quarta-feira.”

Boa partida de alguns substitutos
“A surpresa foi o Berrío, que deu conta do recado. Se jogasse 60 minutos, estava contente. Mas na parada falei que ia tirar e ele pediu mais cinco minutinhos. O Lincoln voltou agora e foi muito bem, sentir câimbra era normal. O Vitinho está mudado, viu? Está deixando de ser aquele jogador frio. Não era nem para voltar do intervalo. Vomitou muito. Isso desidrata. E voltou. O Ronaldo foi muito bem; o Piris muito bem, é uma máquina. O Hugo também foi muito bem contra o São Paulo.”

Foto: Cahê Mota

Share This Post

João Pedro Fragoso avatar
Brasileiro e carioca nato, estudante de Jornalismo. Setorista do Botafogo pelo Futebolzinho. Além disso, amante de pagode e de NFL.
P