Share This Post

Flamengo

Um ano em três jogos: Bruno Henrique supera desempenho de 2018 e já é o artilheiro da equipe na atual temporada

Um ano em três jogos: Bruno Henrique supera desempenho de 2018 e já é o artilheiro da equipe na atual temporada

Foi só o primeiro jogo dele como titular do Flamengo, mas a torcida já está encantada com Bruno Henrique. Depois de ter sido o herói do clássico contra o Botafogo e de entrar incendiando a partida contra o Boavista, o atacante aproveitou bem a oportunidade de jogar os 90 minutos diante da Cabofriense. Fez um gol, deu uma assistência e foi um dos melhores em campo na goleada por 4 a 0 do último domingo, no Maracanã.

Inicio de Bruno Henrique já supera sua temporada inteira de 2018

Com três bolas na rede em três partidas, Bruno Henrique virou o artilheiro do Flamengo em 2019 e já superou seu desempenho pelo Santos no ano passado, quando entrou em campo 32 vezes e só marcou dois gols. A boa fase e o entrosamento com Gabigol são trunfos para ele poder até mesmo igualar sua temporada mais goleadora, quando marcou 18 vezes pelo Peixe em 2017. Na saída do estádio, o atacante comemorou seu primeiro gol no Maracanã e a assistência do amigo:

“Feliz de ter marcado diante da torcida. Eu e Gabriel jogamos juntos desde o ano passado e nos entendemos muito bem em campo. Quando vi a jogada projetando do lado esquerdo, já procurei sair arrancando na minha velocidade. A bola chegou no Gabriel, ele olhou para mim, e eu já estava na frente. Ali tem que ter tranquilidade para poder finalizar, graças a Deus fui feliz mais uma vez. É fruto do trabalho. Tive um ano difícil, mas agora é esquecer o ano que tive e projetar coisas novas, coisas boas aqui no Flamengo. É continuar nesse caminho, nessa pegada, para a gente conquistar grandes coisas.”

Bruno Henrique celebra seu gol com a torcida do Flamengo

Último dos quatro reforços de 2019 a ser contratado, Bruno Henrique mal chegou e já se firmou como titular da ponta-esquerda, posição que vinha sendo ocupada por Vitinho. O atacante, porém, fez questão de passar força para o companheiro, citando sua própria experiência no Santos como exemplo e destacando a forte concorrência no grupo, que tem Arrascaeta e Gabigol atualmente como “reservas de luxo” de um Flamengo cheio de astros:

“A gente vem trabalhando forte, tanto Gabriel e Arrascaeta vêm aí para ajudar, querem jogar, mas só podem jogar 11. Isso cabe ao professor Abel. Se ele optou por mim, fico feliz por ter jogado. O Vitinho é um cara sensacional, merece todo respeito, tem muito futebol para poder demonstrar. Futebol a gente sabe que acontece isso, às vezes jogador não estando bem. Eu estive assim também no Santos, e quem entrou deu conta do recado. Então isso é o poder do grupo, todos que saem e que entram têm sua importância. É continuar trabalhando para quando a oportunidade aparecer agarrar.”

https://twitter.com/Brunohenrique/status/1092188172912607234

Com a vitória, o Flamengo terminou em primeiro lugar do grupo e vai enfrentar o Fluminense no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), no Maracanã com a vantagem do empate para ir à final da Taça Guanabara. Será o primeiro jogo eliminatório do Rubro-Negro em 2019 e o primeiro momento de maior pressão em cima de uma equipe que investiu pesado e tem o favoritismo. Os jogadores ganharam folga nesta segunda-feira e se reapresentam na tarde de terça, no Ninho do Urubu.

Fonte: GloboEsporte.com

Fotos: Alexandre Vidal / Flamengo

Share This Post