Share This Post

Fluminense

Marcos Jr. diz que o presidente ‘tem de sair’, e Abad quer entender o contexto

Marcos Jr. diz que o presidente ‘tem de sair’, e Abad quer entender o contexto

Após a vitória por 1 a 0 neste domingo (02) diante do América-MG e, consequentemente, a permanência garantida na primeira divisão, os torcedores não esqueceram de Pedro Abad. Em vários momentos, foi xingado e pediram a renúncia do presidente. O mesmo pediu a palavra e em entrevista coletiva descartou renunciar (corre no Conselho Deliberativo a definição da data para ser votado, já que a oposição aprovou o pedido de impeachment). Além disso, disse que, a partir de segunda-feira, começará a trabalhar para o ano de 2019 do Tricolor ser mais calmo.

“O processo de impedimento que eu sofro é democrático. Se algum dia eu achar que não tenho condição, peço para sair. O Fluminense é maior do que eu. Me sinto em condições de continuar. Eu faço isso aqui por que eu gosto. Essa pergunta está mais do que respondida”, disse Abad.

Na saída de campo, o atacante Marcos Jr. deu uma entrevista pra lá de polêmica. Para o atacante, o mandatário deve sim renunciar “pelo bem da família” e entregou que vários jogadores vão sair. Prontamente, Abad respondeu que não tinha conhecimento da fala, mas que tinha que analisar o contexto para entender.

Foto: Divulgação

“Se fosse um grupo que não tivesse caráter, bom, que não se fechasse, ia cair. Ano que vem não vai ter que montar um time, vai ter que montar um elenco, porque vai sair muita gente. O Pedro Abad é um cara do bem, uma pessoa do bem. Mas acho que pelo bem da família dele e do clube, ele tem que sair. Não dá pra ficar aqui ano que vem”, disse o camisa número 35

 

“Não sabia dessa frase do Marcos Junior. Não sei se ele fala para o meu bem por causa das vaias, das críticas. Preciso entender o contexto primeiro”, comentou Abad.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DO PRESIDENTE:

Mensagem ao torcedor
Queria me dirigir ao torcedor. A situação hoje é de alívio por ter passado esse incômodo. Ano não teve resultado esportivo que a gente esperava e queria. Tivemos inúmeras dificuldades durante o ano. Atletas e funcionários fizeram jus à alcunha de guerreiro. Passamos grandes dificuldades e não fomos punidos com o rebaixamento. Temos muitos problemas, o clube inteiro tem. Mas vamos resolvê-los. Amanhã já começamos a nos reunir com todos os departamentos do clube. Com mais tranquilidade vamos focar nos problemas. Isso tudo para que possamos ter um 2019 melhor. Nós tivemos um leão hoje. No momento difícil o Fábio Moreno não fugiu. Encarou um grande desafio. Cometemos erros, acertamos algumas vezes e vamos tentar diminuir os erros. Temos pessoas de bem no clube, que sofreram comigo. São essas pessoas que vão levantar o Fluminense ainda mais.

Apoio da Flusócio, seu grupo político
Convivo diariamente com pessoas da Flusócio e nunca me pediram para renunciar. Mas as versões se sobrepõem aos fotos. Nas redes sociais propagam o que dá interesse, não o que é real. Isso é coisa de rede social.

 

 

Share This Post

Gabriel Lutterbach avatar
Jornalista em formação, 19 anos, mais carioca do que mineiro, mesmo sendo ao contrário na realidade. Setorista do Fluminense pelo Futebolzinho. Tudo que eu entendo do ser humano, devo ao futebol.
P