Share This Post

Fluminense

Diniz volta a reclamar do VAR, e lamenta possível saída de Luciano

Diniz volta a reclamar do VAR, e lamenta possível saída de Luciano

Após o empate por 1 a 1 diante da Chapecoense, em Chapecó, o técnico Fernando Diniz criticou as inúmeras paralisações do VAR. Por exemplo, só no gol de pênalti do Fluminense foram cinco minutos parados. Além disso, afirmou que ficou satisfeito com a postura dos seus jogadores, mas lamentou o resultado.

“Foi um jogo atípico, com muitas paradas da arbitragem, VAR, muita bola aérea da Chapecoense. Sofremos com tudo isso, mas conseguimos um domínio. Faltou mais tranquilidade no último terço do campo”, reclamou.

O técnico se disse satisfeito com o empate.

“Em termos de qualidade de jogo, sim, fiquei satisfeito. De resultado, não. Poderíamos estar com mais sete pontos pelos jogos que a gente fez. Hoje, tomamos o gol muito cedo em uma bola muito forte do Everaldo. Depois, tivemos o domínio, mas sem criar tantas chances. No segundo tempo fomos mais contundentes”, completou Diniz.

Na última terça-feira, o Fluminense foi pego de surpresa após Luciano pedir para não ser relacionado, já que completaria o limite de jogos para se transferir para outra equipe no Brasil. De acordo com treinador, se dependesse dele, o atacante não sairia.

“Fomos pegos de surpresa. Por mim, estaria aqui. Veio conversar comigo e disse que, se dependesse de mim, ele não sairia. Começamos a formar um time e alguns jogadores estão se destacando e saindo. O Ibañez saiu, o Everaldo saiu, o Luciano está saindo com 15 gols na temporada. Importante para a equipe, um dos capitães. Deveria estar aqui, tem contrato. Não sei o que vai acontecer”.

Com o recesso para a disputa da Copa América, a delegação do Fluminense volta para o Rio de Janeiro após o jogo em Chapecó. A volta aos treinos está marcada para o dia 24 de junho, no CT Pedro Antônio.

FOTO: Lucas Merçon/FFC

Share This Post

Gabriel Lutterbach avatar
Jornalista em formação, 19 anos, mais carioca do que mineiro, mesmo sendo ao contrário na realidade. Setorista do Fluminense pelo Futebolzinho. Tudo que eu entendo do ser humano, devo ao futebol.
P