Share This Post

Flupress / João Bolt

Fluminense 3 x 2 Maldito FC

Fluminense 3 x 2 Maldito FC

O torcedor de futebol mais antenado certamente já ouviu falar em Brian Clough. Foi um treinador que fez história no futebol britânico, especialmente nos anos 70, quando conduziu os modestos Derby County e Nottingham Forest ao título da liga inglesa. Com o Forest conseguiu uma façanha ainda mais incrível conquistando o bicampeonato da Champions League.

A história de Clough é contada no filme “Maldito Futebol Clube”. Já a incrível saga do Notttigham Forest que foi da segunda divisão ao bicampeonato europeu em 5 anos, é tema no documentário “I Believe in Miracles”. Ambos altamente recomendados para os amantes do futebol.

Cartaz do filme Maldito Futebol Clube

Um fato porém que é bem menos conhecido do público brasileiro é que Clough foi também jogador. Um eficiente centroavante que atuou pelo Middlesbrough e pelo Sunderland, sendo o terceiro maior artilheiro da história do Boro com cerca de 200 gols (fontes na internet variam quanto ao número exato). Jogou duas vezes pela Seleção Inglesa mas teve sua carreira abreviada por uma séria contusão no joelho.

Brian Clough no English Team

Mas o que o Fluminense tem com isso afinal? Bem, os caminho do Tricolor e do artilheiro/técnico milagreiro se cruzaram em 1960. Mais precisamente no dia 2 de Maio daquele ano. O Fluminense excursionava pela Europa ostentando o títulos de campeão carioca e do Torneio Rio-São Paulo. Passou assim por Middlesbrough para enfrentar o time da casa, no qual Clough atuava.

O Tricolor jogou sem Castilho, Waldo e Altair, que estavam servindo à Seleção Brasileira. Wilson Moreira, filho do técnico tricolor Zezé Moreira, foi contratado por empréstimo junto ao Betis, da Espanha, para suprir a ausência do goleador Waldo. E foi justamente ele que abriu o marcador para o Fluminense completando um escanteio batido por Escurinho. Harris aproveitou um pênalti duvidoso de Jair Marinho em Brian Clough para empatar a partida ainda no primeiro tempo.

Na segunda etapa o Fluminense ficou com um jogador a menos desde os 9 minutos, quando Wilson Moreira se contundiu. Os ingleses não admitiam substituições nem mesmo em partidas amistosas. Clough, comprovando suas qualidades de artilheiro, virou o placar na única jogada em que conseguiu superar Pinheiro. Mas Escurinho, o melhor jogador da partida, voltou a deixar tudo igual com uma incrível arrancada, e Paulinho fez o gol da vitória. Fluminense 3 x 2 Maldito FC.

 

Ficha técnica:

 

Na foto acima, uma das formações do Fluminense durante a excursão à Europa em 1960. Em pé: Clóvis, Jair Marinho, Edmílson, Paulo, Victor González e Pinheiro. Agachados: Maurinho, Paulinho, Wilson Moreira, Telê e Escurinho. A única diferença em relação ao time que venceu o Middlesbrough é a presença de Telê no lugar de Jair Francisco. Detalhe para as camisas de mangas compridas por baixo da tricolor, para proteger os jogadores do frio europeu.

 

LEIA MAIS:

Top 10 – Jogadores que mais atuaram pelo Fluminense
Seguir na Sula e ter algo pra sonhar
8 de Agosto na história: garotada do Flu atropela o Vasco
1º de Agosto na história: Fluminense campeão da Taça GB
Ranking dos artilheiros do Fluminense em Campeonatos Brasileiros
Histórico do Fluminense pós-Copa
O Fluminense no Estádio Lujniki
Jogadores da base do Fluminense em Copas do Mundo
Os gols tricolores em Copas
A participação do Fluminense em Copas do Mundo

 

Share This Post

João Claudio Boltshauser avatar
João Claudio Boltshauser (Bolt pra facilitar) curte escrever sobre o Fluminense Football Club, em especial sobre sua história. Aquela que traduz a predestinação para a glória.

3 Comments

  1. Carlos Gaia avatar

    Show
    Tempos dourados
    Aguardamos ansiosos o túnel do tempo

    ST

  2. Raimundo Santana avatar

    Parabéns, outra vez. Sempre um ótima história.

  3. Renato Vianna avatar

    sensacional,
    obrigado!

Comments are now closed for this post.

P