Share This Post

Fluminense

Sócios votam ‘sim’, e clube terá eleições presidenciais antecipadas para março

Sócios votam ‘sim’, e clube terá eleições presidenciais antecipadas para março

A eleição presidencial no Fluminense será antecipada. Na tarde deste sábado (26), a maioria dos associados do clube aprovou a mudança estatutária proposta pelo atual mandatário Pedro Abad. Com isto, o pleito, inicialmente previsto para novembro, ocorrerá antes. Provavelmente em março.

O dia foi tranquilo nas Laranjeiras. De 9h às 18h, quem estava apto a participar da Assembleia Geral pôde responder “sim” ou “não” à alteração na regra eleitoral. Do total de 10.501 sócios, 994 compareceram. A votação foi 812 pelo “sim”, 179 pelo “não” e 3 nulos.

Como a votação foi em cédula de papel, a apuração demorou um pouco. Fernando Leite, presidente do Conselho Deliberativo, proclamou o resultado.

Abad votou às 11h50. O presidente passou o dia no clube. Desgastado com a turbulência política, incluindo dois pedidos de impeachment (um deles arquivado e outro em andamento), entendeu que deveria deixar o cargo. No entanto, se recusou a renunciar. Sem a figura do vice, afinal Cacá Cardoso deixou o cargo em maio, aptou pelo o que definiu como “solução intermediária” para não “deixar o clube na mão de quem não tem legitimidade para tal”.

Figuras importantes da política tricolor também votaram. Mário Bittencourt, Ricardo Tenório, Celso Barros, Pedro Antonio, Cacá Cardoso e Roberto Horcades se fizeram presentes. O ex-presidente Peter Siemsen não apareceu.

FONTE: Globoesporte.com

FOTO: Héctor Werlang/Globoesporte.com

Share This Post

P