Share This Post

Futebol Internacional

A Baviera pede renovação…

A Baviera pede renovação…

Com sua precoce eliminação na Champions League 2018/2019, o Bayern de Munique já está com olhos na próxima temporada e, para isso, se vê em uma situação de necessária reformulação.

Embora a equipe seja líder do campeonato alemão na atual temporada, disputando ponto a ponto com o Borussia Dortmund, é nítido de que já não figura entre as principais potências do futebol europeu. Não por falta de tradição ou camisa pesada, mas a geração vitoriosa de Robben e Ribery parece ter chegado ao seu fim, já que o holandês anunciou que esta seria sua última temporada no clube.

Pensando nisso, o Bayern foi ao mercado para dar início ao seu processo de renovação de elenco e por mais que transferências milionárias estejam se tornando cada vez mais frequentes, na Alemanha isso ainda é menos presente e, talvez por isso, o clube esteja ficando para trás no futebol moderno e de mercado inflacionado. Sendo assim, uma das primeiras medidas foi abrir os cofres e contratar dois laterais campeões do mundo com a seleção da França: os jovens Pavard e Lucas Hernandéz, ambos de 23 anos.

No caso de Hernandez, o clube alemão gastou como nunca havia feito em sua história: 80 milhões de euros (valor integral de sua multa rescisória) se tornando a contratação mais cara do futebol alemão e o segundo defensor mais caro da história, atrás apenas do holandês Virgil Van Dijk, do Liverpool (84,65 milhões de euros). Antes disso o maior negócio do Bayern havia sido o meia Tolisso em 2017 (41,5 milhões de euros), praticamente metade do valor gasto com o lateral francês.

Além da bagagem que um título de Copa do Mundo traz, qualidade técnica e versatilidade – já que podem atuar em qualquer outra posição da linha defensiva -, a chegada dos laterais pode potencializar o futebol de um dos pilares dessa renovação tanto do Bayern de Munique quanto da seleção alemã: Joshua Kimmich. O jogador de 24 anos vem atuando como lateral-direito no clube, mas seu treinador na seleção, Joachim Löw, já afirmou que pretende passar a utilizá-lo como meia-central, sua posição de origem. Talvez seja também seu destino no clube.

Dessa forma, a equipe da Baviera dá início a sua reformulação de elenco, tendo como objetivo principal voltar a ter protagonismo no cenário europeu e para isso, aposta em jovens jogadores. Além dos laterais, o Bayern possui no elenco outros bons nomes como o zagueiro Süle (23), que vem se tornando o principal defensor da equipe à frente, inclusive, dos experientes Hummels e Boateng; Goretzka (24), peça importante do meio-campo e, principalmente, Coman (22) e Gnabry (23), pontas que, pelo menos na teoria, seriam os futuros substitutos de Ribery e Robben, que juntos conquistaram sete Bundesligas, uma Champions League, um Mundial de Clubes, quatro Copas da Alemanha e uma Supercopa da UEFA.

 

 

 

 

Share This Post

Davi Barbosa avatar
Advogado, jornalista em formação e pai da Helena. Apaixonado por futebol e pela arte da cornetagem.
P