Fluminense

Notícias do Fluminense

A épica viagem do título da Copa do Brasil

A épica viagem para Florianópolis quando o Fluminense conquistou a Copa do Brasil

Ser Fluminense

Tricolores, Eu tenho o privilégio de, haja o que houver, onde quer que eu vá, levar comigo as cores que herdei. Isso porque meu pai e minha mãe são Fluminense e foram eles quem me passaram o amor pelo verde, branco e grená. E é sobre essa herança, especialmente sobre o motivo dela ter sido aceita por mim, que eu gostaria de conversar com vocês hoje. Inicialmente, importante contextualizar o que aconteceu durante essa passagem. Apesar de nascer em 1978 na Cidade do Rio de Janeiro, minha família mudou-se para Porto Alegre logo em seguida. Morei por lá durante seis anos, retornando para a Cidade Maravilhosa em 1984. Não tenho muitas lembranças sobre futebol nesse período. Minha relação com o esporte resumiu-se a participar de uma carreata em Porto Alegre para comemorar o título brasileiro de ...

Se eu fosse o Marcelo…

Acho que ninguém tem mais dúvida de que a gestão Abad está morta. A Flusócio e quem se juntou a ela nessa eleição, sabendo o que foi a gestão Peter, não possui nenhuma condição de liderar mais nada no Fluminense. Não há nenhum projeto pro futebol do clube. Nunca houve. Apesar disso, e eu coloquei isso nas redes sociais, acho que ninguém duvida que um bom trabalho de campo pode fazer o Fluminense ressurgir nesse brasileiro. Até porque, o que não falta no meio do futebol é gente ruim e incapaz. E a nossa esperança é o campo galera. Marcelo Oliveira, nas entrevistas, começou muito bem. Reconheceu o tamanho do Fluminense, desfez os 3 zagueiros (frisamos no início do ano que o sistema era insustentável pro brasileiro) e disse que a bola teria que sair mais limpa lá de trás. Boas ideias, vamos p...

Com ajuda de investidor, Timão fica a detalhes de comprar Douglas

Apesar de enfrentar forte crise financeira, o Corinthians deu seu jeitinho e espera anunciar nas próximas horas a contratação do volante Douglas, do Fluminense. O Blog apurou com uma pessoa ligada ao clube carioca que o Timão conseguiu um investidor para bancar a compra do garoto, de 21 anos de idade. O nome do investidor, que emprestará o dinheiro, não foi revelado. Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez não cravou o acerto, mas reconheceu que as negociações estão bem avançadas. A chegada de Douglas não tem a ver com o empréstimo de Júnior Dutra para o próprio Fluminense. Dutra, que foi adquirido pelo Corinthians no início deste ano, será cedido sem custos ao Tricolor até o fim da temporada. A intenção do Corinthians ao contratar Douglas é repor a lacuna deixada por Maycon, único volan...

Rumo a Fluripa: tinha que ser sofrido

Aguardo, com o coração partido, o fim da Copa do Mundo. E, com o coração apertado, a volta do Brasileirão. Sabedor de que será um segundo semestre bem difícil, hoje prefiro contar algo de bom – afinal, em se tratando de Fluminense, sempre há muita coisa boa para se escrever. Nada dessa turma que se apoderou do clube. Queria falar sobre a viagem que fiz com meu irmão Caio para Florianópolis, a fim de ver o Tricolor campeão da Copa do Brasil de 2007. Lá, aliás, encontrei também o Léo Bagno, que a partir daquele começo mágico da Legião virou um grande amigo. Tenho o prazer de dividir este espaço com ambos atualmente.  Segue o causo. Direto do túnel do tempo. *** Há 11 anos, o Fluminense retomava seu caminho e reencontrava seu tamanho ao conquistar pela primeira vez a Copa do Brasil. Est...

Marcelo Oliveira muda o Fluminense de Abel

Desde a chegada do novo treinador, as Laranjeiras já exibem novos ares. O esquema tático sofreu mudanças em relação ao time de Abel Braga, que jogava com três zagueiros. “São esquemas diferentes. Agora trabalhamos com duas linhas de quatro jogadores, sendo três volantes. Mas não gosto de ficar comparando os treinadores, pois são estilos diferentes”, disse Marcelo. A equipe que vem trabalhando com Marcelo Oliveira na maioria dos treinos e apontada como titular para a volta do Brasileirão seria: Júlio César; Gilberto, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Aírton, Douglas, Jadson e Sornoza; Robinho e Pedro. O próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro será em 19 de julho, após a pausa para a Copa do Mundo, no clássico carioca com o Vasco, pela 13ª rodada. O jogo que pode indicar a reviravolta tricol...

O Fluminense no Estádio Lujniki

O palco da partida de hoje entre Croácia e Inglaterra pelas semifinais da Copa do Mundo, assim como da final, domingo, será o Estádio Lujniki, em Moscou. Você sabia que o Fluminense já jogou lá? Foi em 1963, durante uma excursão na qual o Tricolor passou por Suécia, Finlândia, Rússia, Ucrânia e Armênia, os três últimos então parte da União Soviética. O estádio, inaugurado em 1956, na época se chamava Estádio Central Lênin. Foi também o palco das cerimônias de abertura e encerramento dos jogos olímpicos de 1980, eternizadas pelo seu simpático mascote, o urso Misha. Apenas em 1992, após o fim da União Soviética, passou a ser chamado Lujniki. Entre 2013 e 2017 foi completamente reformado para receber os jogos da Copa do Mundo. Apenas a fachada original foi preservada. Mas vamos ao que interes...

A esperança é a torcida

Torcida do Fluminense pode salvar o clube

Vai irritar

  VAI IRRITAR!! Julio Cesar, Gilberto, Gum, Digão e Ayton Lucas; Ayrton, Douglas, Jadson e Sornoza; Robinho e Pedro.   É isso aí de cima que deve jogar contra o Vasco, na reestreia do Brasileirão.   Como diria o personagem do folclore de botequim, não é nada, não é nada, não é nada mesmo.   Marcelo Oliveira vem com dois zagueiros e três volantes. Na prática, os brucutus só darão dois passos para frente, sempre no nosso campo.   Gostaria de saber se ao menos a ideia de jogar com os laterais, nossas melhores armas, habita a mente do novo treinador.   Treinador que foi uma boa escolha, no meio de tanto nome assustador que foi ventilado nas Laranjeiras. Oliveira não vem de bons trabalhos – aliás, vem de péssimos – mas já levantou caneco em time grande, sabe pelo m...

O Campeonato Brasileiro de 1970

Tricolores, Eu havia comprometido-me a escrever sobre o segundo jogo mais emocionante que presenciei quando criança, mas este ficará para o próximo sábado, sem falta. É que eu fiquei contagiado com o clima de Copa do Mundo e acabei lembrando-me de um fato que é muito pouco conhecido por nós e, infelizmente, praticamente inexplorado pelo próprio Fluminense: o campeonato brasileiro de 1970. Não estamos nas semifinais da Copa do Mundo de 2018. Estávamos, até ontem, bem próximos de sagrar-nos hexacampeões de futebol, conquista que seria inédita na história. Em 1970, contudo, quando nos sagramos tricampeões, nenhuma seleção havia alcançado tal marco na história das Copas do Mundo. O Brasil, inclusive, ganhou definitivamente a taça Jules Rimet justamente por ter sido a primeira seleção a conquis...

Chegada de reforços animam as Laranjeiras

O momento tenso nas Laranjeiras virou animação nos últimos dias, quando a diretoria anunciou reforços importantes solicitados pelo novo treinador Marcelo Oliveira. O zagueiro Digão, que vinha sendo negociado pelo Cruzeiro com o Vasco, mudou de endereço e desembarcou nas Laranjeiras, onde se tornou conhecido para o futebol brasileiro no fim da década passada. O atacante Luciano, que despontou pelo Corinthians e teve passagem pelas categorias de base da Seleção Brasileira, também aceitou o projeto do Tricolor. Dois nomes que prometem dar muita qualidade ao plantel. “Nós sempre defendemos a ideia de que é preciso qualificar o elenco e sabemos que a diretoria está atenta. O Angioni é um profissional experiente e com certeza de grande ajuda neste momento”, disse Oliveira na sua apresentação. A ...

Celso e Mário podem construir aliança

Há alguns meses Pedro Abad vem ficando cada vez mais isolado nas Laranjeiras. A eleição para presidente do Fluminense vai acontecer somente no próximo ano, mas alguns grupos de oposição tentam antecipar este processo. A saída de Abad neste momento ainda não é uma coisa fácil, porém a cada dia que passa o dirigente fica cada vez mais isolado. Em maio, cinco vices, incluindo alguns de pastas importantes, se desligaram da gestão por não concordarem com a atual administração. O presidente não vem agradando nem mesmo a FluSócio, que foi o principal grupo a garantir a sua eleição e que está no poder há nove anos. De acordo com relatos, o empresário Celso Barros e o ex-diretor jurídico do clube, Mário Bittencourt, passaram a manter contatos no sentido de costurar um acordo. Celso e Mário concorre...

P