Vasco

Com os ‘milhões’ no lado adversário, Vasco encara o Fla em Brasília

Tiago Reis, antes escalado no comando do ataque vascaíno na partida contra o Flamengo, agora é dúvida com a liberação do Talles Magno para o clássico (foto: www.vasco.com.br) E lá vai o Vasco viajar novamente para jogar em casa, dessa vez para encarar o Flamengo em mais um Clássico dos Milhões. Aliás, é a falta dos milhões – em dinheiro, no caso – que faz com que as vendas de mando de campo sejam uma rotina para o clube da Colina. Este é mais um dos reflexos negativos da falta de recursos vascaína, já que é evidente que o time do Luxemburgo tem muito mais dificuldades jogando fora de São Januário. E se foi assim contra adversários modestos como o CSA, imaginem contra o eterno favorito ao título brasileiro e multiestelar rubro-negro. E já que não temos a grana, não teremos nosso...

Vanderlei exalta resultado e ainda prioriza ‘sair da zona da confusão’

Luxemburgo citou as adversidades do Serra Dourada e o talento de Talles Magno

Vasco vence o Goiás no Serra Dourada: por causa ou apesar do Luxa?

Marcos Jr. comemora com Marrony o gol que deu a vitoria sobre o Goiás, seu primeiro em jogos oficiais pelo Vasco (foto: www.vasco.com.br) Não é nada, não é nada, mas Luxmeburgo conseguiu quebrar sua primeira marca como treinador do Vasco. A vitória da sua equipe por 1 a 0 sobre o Goiás, no Serra Dourada, acabou com algo que já podia ser considerado um tabu: desde 26 de novembro de 2017, o Vasco não conseguia uma vitória no Brasileiro fora do Rio de Janeiro. Mas ainda que o Pofexô tenha conseguido esse feito – e que nem é tão pouco assim, se levarmos em consideração a quantidade de treinadores que passaram pelo clube nesse tempo sem acabar com esse jejum – e que seu time seja bem mais organizado e competitivo do que era antes da sua chegada, podemos nos perguntar se a vitória pelo placar mí...

Vasco encara o Goiás para deixar a crise no Serra Dourada

Luxemburgo mexe no seu time para o confronto contra o Goiás, no Serra Dourada (foto: www.vasco.com.br) O Goiás, nosso adversário de hoje, não vence há seis jogos pelo Brasileirão e nos últimos tempos parece ter se especializado em tomar cipoadas homéricas. Isso pode passar a impressão de que o Vasco terá um jogo tranquilo esta noite, o que, se analisarmos bem, pode ser um grande equívoco. Primeiro, vale lembrar que apesar da sequência sem vitórias, o esmeraldino ainda está à nossa frente na tabela, e continuará mesmo que vençamos a partida. Depois, usar os dois 6 a 1 sofridos pelo Goiás como parâmetro pro jogo de hoje nem faz muito sentido: estamos bem distantes de ter times como os do Santos e do Flamengo e o jogo será no Serra Dourada, onde os donos da casa costumam ser muito mais compli...

Vasco 0 x 0 CSA: VAR prejudica, mas não justifica

Lance claro de pênalti, ignorado pela arbitragem. Poderia ter dado a vitória ao Vasco, mas não seria merecida Quem viu o empate sem gols entre Vasco e CSA sabe que não há desculpas para o futebolzinho não acima de medíocre que o time do Luxemburgo apresentou em Cariacica. O próprio treinador reconheceu o fato na coletiva pós-jogo: “Nós ganhamos um ponto porque nós não jogamos bem“, declarou. O Pofexô também disse que “Tudo foi ruim, eu também. As substituições também não prestaram.” Mas Luxa esqueceu de falar que os erros começaram antes da bola rolar, com sua escalação. Já passou da hora do treinador perceber que ter o Marquinho em campo é ter menos um no time. E escalar Bruno César avançado pela direita não deu certo pelo segundo jogo seguido. Resultado? Um primeiro tempo sem...

Está nas mãos do Vasco a chance de dar um salto na tabela

Pikachu é um dos trunfos do Vasco hoje, contra o CSA, em Cariacica (foto:www.vasco.com.br) Luxemburgo declarou que não espera facilidades e Pikachu prega o respeito ao adversário; Leandro Castán considera a partida um divisor de águas para a equipe no Brasileiro. Pelo menos no discurso, o Vasco – que encara o CSA logo mais em Cariacica – está entrosado. Todos parecem saber a importância do confronto de hoje. Falta ver a comprovação disso em campo, que será demonstrada pela postura do time do Pofexô. A seriedade e o respeito ao time alagoano devem se traduzir em buscar a vitória sempre, do apito inicial ao final. Até porque, ao Vasco, não resta alternativa. E não se trata de comparar histórias ou portes dos clubes. A questão é mais prática: o CSA é um adversário direto na luta para fu...

Vanderlei dobra o aproveitamento na comparação com início de Valentim

Futebol brasileiro tem cenário recorrente de troca de treinadores. Em 2019, 11 clubes da Série A optaram por trocar o comando da equipe. Em alguns casos, pode ser positivo.

Empate com Palmeiras mostra um Vasco mais difícil de ser batido

Marrony acaba com seu jejum de gols e garantiu o empate vascaíno no Allianz Parque (foto: www.vasco.com.br) O 1 a 1 entre Palmeiras e Vasco valeu não apenas pelo pontinho que o time conseguiu trazer de São Paulo, mas também para mostrar que, apesar de todas as suas limitações, Luxemburgo está conseguindo tornar sua equipe mais competitiva. Estamos longe de mostrar um futebol vistoso, mas temos sido uma equipe bem mais complicada de ser batida. Marrony desencantou do jejum de gols logo no começo da partida, sofremos o empate muito rápido em um lance de azar, mas depois resistimos bem à pressão palmeirense e ainda tivemos algumas chances claras para desempatar. Fosse algumas rodadas atrás, antes da chegada do Pofexô, as apostas seriam em uma derrota, possivelmente com goleada, independente d...

Bom resultado contra o líder Palmeiras pode ser a afirmação da reação do Vasco

Volta do Fernando Miguel ao gol é um dos trunfos do Vasco na partida contra o Palmeiras (foto:www.vasco.com.br) Bastou o Palmeiras, que nos recebe hoje no Allianz Parque, dar a primeira oscilada em anos para pipocar aqui e ali que o “momento” do Vasco é melhor. Esse tipo de exagero só pode ser levado em consideração por quem analisa rodada por rodada do Brasilerão. Nesse caso, sim: o Vasco venceu sua última partida e o Palmeiras perdeu seu último jogo. Mas se isso fosse um critério que merecesse atenção, apenas outros quatro times perderam na última rodada. Então, todos os outros 15 times estão em “melhor momento” que o Palmeiras. Ridículo, claro. Fala-se em momento de Vasco e Palmeiras e se ignora que o último disputava três competições ao mesmo tempo, que está bem vivo nas duas mais comp...

Konami é a nova patrocinadora do clube

Logomarca do PES estará na camisa vascaína a partir de sábado

Vasco 2 x 1 Flu: mais uma vitória pro caderninho

Bruno César entrou no segundo tempo e foi decisivo na virada vascaína pra cima do Flu (foto: www.vasco.com.br) A freguesia tricolor para o Vasco é algo tão consolidado e indiscutível nos últimos, sei lá, quinze, vinte anos, que já nos acostumamos a ver o Fluminense perder mesmo quando o time da Colina é muito inferior tecnicamente ou até mesmo quando joga pior que seu adversário. Confesso que hoje não sei se o elenco das Laranjeiras é melhor que o do Vasco. Mas posso dizer com relativa segurança que, na vitória por 2 a 1 no clássico, o grupo vascaíno foi melhor em campo. Obviamente que não houve um “banho de bola” e o jogo, ainda que tenha sido bastante disputado, não foi nem de longe um primor na técnica. Mas entre as propostas de jogo do Luxemburgo e do Fernando Diniz, a do primeiro most...

No clássico contra o Flu, Vasco joga para deixar a pressão nas Laranjeiras

Leandro Castan volta depois de longo tempo inativo e é um dos destaques do Vasco no clássico contra o tricolor (foto: www.vasco.com.br) O tempo parece que dará uma força para Vasco e Fluminense no clássico de hoje, na Colina. O dia nasceu ensolarado e o jogo deve esquentar a manhã fria – para os padrões cariocas, claro – de inverno. Mas dentro de campo, o calor será resultado da pressão gerada pelo momento das duas equipes. Empatados com os mesmos 9 pontos que tem o Cruzeiro, primeiro time do Z4, vencer é a única opção para os times do Profexô e do Fernando Diniz. Mesmo na frente pelos critérios de desempate, a pressão maior estará do lado tricolor. Diniz, sempre elogiado e quase nunca justificando os elogios nos Brasileirões que disputou, começa a balançar nas Laranjeiras. Seu “futebol mo...

P