Neymar

Tite anuncia os 23 convocados para o torneio com Neymar, mas sem Lucas Moura

Polêmia não vetou astro do PSG de participar da Copa América

Sem cirurgia, Neymar para por dez semanas e desfalca PSG nas oitavas da Champions

Atacante brasileiro tem fratura no quinto metatarso do pé direito, mesma lesão que quase o tirou da Copa do Mundo da Rússia.

Nova lesão de Neymar não afetou parafuso colocado no pé direito

Decisão sobre qual tipo de tratamento ou procedimento será decidido em cerca de 10 dias. Atacante do PSG será submetido a novos exames nesse período

Brilho em 2018: confira o Top 10 feito pelo Futebolzinho dos brasileiros que atuam na Europa

Mais um ano se inicia e, se por um lado o futebol brasileiro está de férias, o internacional segue a todo vapor. Desta forma, o Futebolzinho.com fez um Top 10 dos brasileiros que mais brilharam nos gramados europeus em 2018. Para isso, foram levados em consideração alguns pontos: o desempenho individual, o peso de seu clube no cenário nacional e mundial, sua importância para o time e a liga em que o atleta atua. 10º – Thiago Silva – PSG O décimo colocado é o zagueiro e capitão do PSG, Thiago Silva. Campeão francês na temporada 2017/2018, o zagueiro foi consistente por toda a temporada e fez parte não só da melhor defesa da competição – 29 gols sofridos em 38 rodadas – como fez parte da equipe ideal da Ligue 1. Além disso, o atleta de 34 anos foi um dos principais jo...

Faltou goleiro??

Havia alguns rumores, até mesmo antes da eliminação do Brasil pela Bélgica, que estávamos fracos de goleiro na Copa. Depois na eliminação, em que muitos acharam o segundo gol defensável, isto se transformou em hipótese. Após a apresentação do Cássio contra o Botafogo na 4a feira, sem ritmo depois de um tempão sem jogar, virou tese. Tudo bem que estou em terras corinthianas, mas, apesar disso, me surpreendeu a quantidade de gente que veio me procurar ontem e hoje para dizer isso. Iniciando pelo Cássio, não me surpreende, acho ele o melhor goleiro do Brasil. Pode-se dizer, sim, que ele merecia ter sido titular. Teria sido a minha opção, inclusive. Mais, o Alisson seria meu terceiro goleiro, pois ainda acho o Wanderley do Santos melhor que ele e o Diego. Entretanto, do ponto de não ter sido a...

O Brasil não foi mal na Copa

Mais uma Copa que voltamos cedo demais. É certo que o brasileiro não aceita qualquer resultado em Copa que não seja o título. Vá lá, é uma consequência natural do resultado histórico do futebol brasileiro. Ninguém ganhou mais do que nós e acho que ainda vai demorar para acontecer, se acontecer. É certo, também, que não temos mais a diferença técnica que sempre nos pautou. Nunca vou esquecer o Henry, atacante francês, dizendo que no Brasil se joga mais futebol durante a vida, principalmente na infância, do que em qualquer outro lugar do mundo e isto faz diferença na formação quantitativa e qualitativa de atletas. O argumento era antipático, no sentido que criticava o fato de, no Brasil, crianças jogarem bola o dia inteiro, inclusive em horário escolar, quando deveriam estar estudando, mas c...

Neymar: “Difícil encontrar forças para querer voltar a jogar”

A reportagem abaixo do portal Yahoo.com, reflete um dos maiores motivos da eliminação Brasileira na Copa da Rússia 2018: Vaidade. Neymar, assim como outros “craques da geração likes”, dividem suas tarefas entre pop-star e jogar futebol. Desde a estopa amarela na cabeça até o choro fake, o camisa 10 da seleção mais poderosa destoa da gerão vencedora com chuteiras pretas e cabeças raspadas. Veja a reportagem na íntegra abaixo: “Como de costume, o camisa 10 da Seleção Brasileira e um dos maiores astros do futebol mundial, preferiu se pronunciar via rede social para desabafar sobre a eliminação do Brasil na Copa do Mundo da Rússia. Após ser criticado por mais uma vez não dar entrevistas após um momento difícil do futebol brasileiro, Neymar postou hoje em seu Instagram um text...

Neymar joga mal demais e Brasil vence México com sorte

Brasil vence México na Copa do Mundo

Cria do Vasco, Coutinho se sente bem com a amarelinha

Escrevo isso antes do jogo contra o México, portanto, são impressões sobre a primeira fase da Copa. E só podemos chegar a uma conclusão se falarmos sobre os três primeiros jogos da Seleção Brasileira no Mundial. O nome do time, até agora, é Phillipe Coutinho. Coutinho foi fundamental em três dos cinco gols da seleção, marcando dois e fazendo a assistência de um. Com isso, o camisa 11 assumiu o protagonismo da amarelinha, independente do hype em favor do “garoto” Neymar. Claro que devemos levar em consideração a falta de ritmo da estrela maior da equipe.  E é bem possível que Neymar ainda melhore de produção. Mas isso não diminui a bola que Coutinho vem jogando. Bola essa que fez do meia o jogador mais importante na classificação do Brasil para as oitavas de final. E é pelas belas atuações ...

P