Share This Post

Vasco

Alexandre Faria aparece para prestar informações sobre situação de Galhardo

Alexandre Faria aparece para prestar informações sobre situação de Galhardo

O diretor de futebol do Vasco Alexandre Faria falou nesta segunda-feira (8), em entrevista coletiva no Centro de Treinamento do Almirante, sobre o momento conturbado do clube e a relação com os jogadores que estão sem receber salários. O executivo negou que Thiago Galhardo tenha sido autor do vazamento de informações que gerou reação negativa dentro do elenco no último domingo e tentou explicar os motivos da demissão do meia.

“Não sei porque a necessidade de explicar o que aconteceu. Algumas coisas desagradaram a comissão e a direção. É algo interno. O torcedor tem direito de saber, sim. Mas ocorreram coisas que desagradaram. Não acho que precisa dizer o motivo. O clube respeita o atleta e não quer externar o motivo do problema. Temos um grupo fechado. O foco é na partida contra o Avaí”, disse Faria.

“Thiago é um grande jogador. Do ponto de vista profissional, nunca tivemos problema com ele, sempre cumpriu com as obrigações. Mas é uma relação que se encerra aqui. Vários clubes já me ligaram. A gente torce para que ele seja feliz. Não deve demorar para ele estar vestindo a camisa de outro clube”, continuou Faria.

Após a vitória sobre o Bangu, por 2 a 1, no Maracanã, pela semifinal do Campeonato Carioca, praticamente todos os jogadores do elenco ficaram mais de uma hora conversando dentro do vestiário, e, juntos, foram para a sala de entrevistas coletivas. A única ausência era Galhardo – que também estava na reunião no vestiário, mas não participou do pronunciamento. O capitão Leandro Castan falou em nome grupo, defendeu os companheiros e reclamou que “informações estão vazando e atrapalhando”.

O diretor também deu explicações sobre os salários atrasados, afirmando que o clube está trabalhando para arcar com seus deveres, e criticou uma possível greve do elenco.

“O que está aberto é interno. A diretoria vai trabalhar para pagar. Estamos tratando internamente, em reuniões. Vamos tratar em breve o que existe. Está pacificado com os jogadores. (A situação do Galhardo) não tem a ver com protesto não ser aceito. Houve uma conversa em que explicamos o que está sendo feito de esforço para pagar os salários. Protesto não ia acelerar nada. Ninguém tem como trabalhar mais do que já estava trabalhando”, afirmou o executivo.

FOTO: Rafael Ribeiro/Vasco.

Share This Post

Matheus Reis avatar
Cobertura do Vasco da Gama no Futebolzinho.com. Estudante de Jornalismo da UniCarioca e Ciências Sociais pela Uerj.
P