Share This Post

Blog da Fuzarca / Blogs

Se a Globo “lima” o Vasco, que lotemos a arquibancada

Se a Globo “lima” o Vasco, que lotemos a arquibancada

Sábado que vem começa 2019 para o Vasco, com a estreia pelo Estadual, contra o Madureira, em Moça Bonita. E mesmo antes da bola rolar, o Carioca já tem polêmica envolvendo São Januário. A Rede Globo, a eterna detentora dos direitos de transmissão de todos os campeonatos que valem alguma coisa nesse país, não exibirá partidas do Vasco na fase de grupos da Taça Guanabara. Nem na tv aberta, nem na Sportv (seu principal canal esportivo por assinatura).

Ou seja, nas primeiras cinco rodadas do Estadual, só verá o Vasco pela telinha quem for assinante do Premiere ou pagar pelo PPV (ou quem arrumar um link esperto pela Internet ou descolar uma gatonet, claro. Mas essa é outra história). Vale dizer que esse é um privilégio exclusivo do cruzmaltino. Flu, Bota e – obviamente – Fla terão partidas transmitidas pela TV Globo.

Mas como diz o ditado, “se a vida lhe der limões, faça uma limonada”. A televisão não é a única opção para se acompanhar uma partida. Aliás, não é nem de longe a melhor. Na comparação com uma ida ao estádio, a televisão perde de goleada. E, até financeiramente pode ser mais jogo ir ao estádio ver um jogo (mal aê pelo trocadilho).  Afinal, nem todo mundo tem grana pra assinar o Premiere, um jogo avulso no PPV pode passar dos R$ 100,00 e ir com os amigos em algum boteco para ver as partidas sempre acabam em uma facada na carteira.

Pode parecer brincadeira, mas não é. Quanto mais torcedores foram aos jogos, melhor para o time, tanto pela grana das bilheterias, como pelo apoio que as arquibancadas levam ao time (e que precisaremos muito). E também, claro, para a autoestima da equipe e também da própria torcida. Afinal de contas, não há quem fique feliz ao ver seu time com médias de público abaixo dos 3 mil presentes por jogo. Em se tratando de ajuda ao Vasco, o ideal mesmo é esquecer a Globo e ir ao estádio.

Quem seguir meu conselho pode aproveitar o embalo e também fazer um esforcinho para se associar. Além de trazer os mesmos benefícios que a maior frequência nos estádios proporciona à torcida e à equipe, pode – caso opte por se tornar Sócio Geral – ter direito a voto nas eleições do clube e ajudar a definir o futuro do seu time de clube de coração.

Isso, claro, se o Conselheiros acatarem o desejo dos sócios nos próximos pleitos.

Share This Post

JC Barbosa avatar
Com um pai flamenguista e uma mãe botafoguense, Julio Cesar "JC" Barbosa é a prova viva que ser vascaíno é predestinação, não imposição. Torcedor de estádio, tanto na Colina quanto no antigo Maraca (hoje Arena), escreve sobre o Gigante na internet desde 2007.