Share This Post

Blog da Fuzarca / Blogs

Sidão foi UM dos problemas do Vasco na derrota para o Santos

Sidão foi UM dos problemas do Vasco na derrota para o Santos
Sidão falhou muito, mas o time todo foi péssimo no Pacaembu (foto: www.vasco.com.br)

A atuação catastrófica do Sidão na derrota do Vasco para o Santos por 3 a 0 não é justificativa para a humilhação pública que o goleiro foi obrigado a passar para o “entretenimento” dos telespectadores. Não é a primeira vez que um veículo das Organizações Globo expõe um profissional à vergonha. Já tinha feito o mesmo em outras entregas do troféu “Craque do Jogo” para atletas que venceram a votação popular por ironia da audiência e, no caso mais grave, espezinhou o goleiro Muralha por meses a fio nas páginas do jornal Extra.

Mas isso não tem nenhuma relação com a atuação do Vasco na partida. Aliás, essa história toda – incluindo a tentativa da Rede Globo de limpar a própria barra depois de ter feito a besteira – só serve para desviar o foco do que é mais importante. Sidão teve uma atuação bizarra, foi o pior do time, mas nem de longe foi o único responsável pela derrota. Se as falhas do goleiro não fossem tão mais evidentes e definitivas, talvez ele nem tivesse sido o pior do jogo.

O time do Vasco, incluindo aí o interino Marcos Valadares, foi MUITO mal. Mesmo os que poucos que podemos livrar a cara, como o Rossi e Pikachu, tiveram mais altos que baixos na partida. Tudo, do esquema com três zagueiros, passando pela escalação e alterações, até a tentativa de cumprir funções táticas por parte dos jogadores deu errado. Sendo bastante objetivo, se o Sidão não estivesse numa tarde de muita sorte, sua humilhação incluiria uma goleada histórica do Santos para cima do Vasco.

Vanderlei Luxemburgo estava no Pacaembu e deve ter percebido que terá um trabalho árduo pela frente. E certamente o goleiro reserva do time está longe de ser o mais complicado de se resolver.

 

As atuações…

Sidão – deu ao Santos o primeiro gol, o segundo era uma bola bastante defensável e o terceiro, ainda que pouco pudesse fazer, ainda foi com a bola passando entre suas pernas. Uma partida para esquecer, apesar da sorte que teve: se os jogadores do Peixe estivessem com a pontaria mais afiada, Sidão poderia ter levado uns 8 ou 9 gols.

Luiz Gustavo – foi incapaz de dar um passe limpo. Quando a bola não ia para fora ou nos pés de algum santista, o resultado era um passe no fogo para um companheiro. Em um desses, iniciou a jogada que terminou no segundo gol do Santos. Saiu no intervalo para a entrada do Andrey, que nem conseguiu dar maior combatividade ao meio de campo, nem ajudou o Vasco a criar jogadas.

Ricardo Graça – em um cenário desolador de incompetência, foi um pouco superior aos companheiros de zaga. Vacilou em algumas saídas de bola e não conseguiu acompanhar o atacante de tocou a bola para o Soltedo marcar o terceiro gol santista.

Bruno Silva – um volante fraco não poderia ser melhor improvisado na zaga. Diante do que apresentou no jogo, se torna ainda mais incompreensível a renovação do seu contrato.

Yago Pikachu – como ala, tentou levar o Vasco ao ataque e conseguiu algumas vezes. Fez boa jogada que terminou no gol em impedimento marcado pelo Maxi e evitou um gol certo do Santos no primeiro tempo.

Raul – não viu a cor da bola, sendo envolvido constantemente pelo toque de bola santista. Saiu no intervalo para a entrada do Bruno César, que ajudou o time a ter alguma articulação nos poucos bons momentos ofensivos do time. Mas ainda esteve longe de ter a utilidade que pensávamos que ele teria para a equipe.

Lucas Mineiro – rouba uma bola aqui, acerta um passe acolá, mas na maioria do tempo fica observando o adversário jogar. Ainda perdeu um gol feito no segundo tempo.

Danilo Barcelos – não marca, não apoia, não acerta as bolas paradas. Uma nulidade completa. Pra ficar melhor, ainda arrumou uma expulsão infantil no fim do jogo.

Marrony – se esforçou para levar o time à frente, mas segue numa fase nada brilhante. Tentou uma ou outra finalização, sem nenhum sucesso.

Rossi – o motorzinho do time, foi quem mais incomodou a defesa santista, dando arrancadas e não se omitindo na hora de arriscar jogadas. Teve algumas oportunidades, mas finalizou mal. Cansou no segundo tempo e deu lugar ao Valdívia, que deu um novo gás ao time, mas foi muito pouco efetivo.

Maxi López – sem receber bolas, não pode fazer muita coisa – até por conta da sua pouco mobilidade – e quando recebeu, marcou seu gol, mas em posição irregular.

Share This Post

JC Barbosa avatar
Com um pai flamenguista e uma mãe botafoguense, Julio Cesar "JC" Barbosa é a prova viva que ser vascaíno é predestinação, não imposição. Torcedor de estádio, tanto na Colina quanto no antigo Maraca (hoje Arena), escreve sobre o Gigante na internet desde 2007.

7 Comments

  1. luizhrezende avatar

    Acredito que será o último ano do Vasco na série A. Com o rebaixamento que se avizinha, ganharemos uma merreca das Organizações Globo no ano que vem. Logo, permaneceremos indefinidamente na série B ou em outros lugares ainda piores. Tudo isso como resultado de péssimas gestões. Enfim, foi muito bom assistir o Vasco ser campeão da libertadores, ganhar 3 brasileirões e tantas outras belas passagens que pude presenciar. Coisas que não voltarão mais. Um agradecimento especial ao Doutor Eurico, que conseguiu realizar o desejo de todos os membros de sua nação mulamba.

  2. ffigueiredo09 avatar

    O Sidão não tem culpa. Ele estava lá no Goiás, encostado, sem incomodar ninguém. Um gênio vai lá e traz ele para o Vasco. E vira titular, passando a frente do garoto que vinha jogando razoavelmente! A “atuação” do Sidão não surpreende ninguém e ele é apenas a cereja do bolo desse time montado sem critério técnico.
    E o Vasco merece isso essa chacota, pois faz por onde! Vai virar Portuguesa. Se o Vasco fosse um clube sério, não esse cabaré de empresários, usaria a base e faria contratações pontuais que realmente viessem para resolver. Cara, é muito dinheiro jogado fora pagando salário de Felipe Bastos, Ribamar, Barcelos, Raul, Bruno Cesar, Breno, Valdivia e um monte de tralha que ninguém quer. Se o Valdivia fosse bom estaria no São Paulo ou no Inter. Se Bruno Cesar fosse bom não sairia da Europa. Maxi Lopez é um mondrongo que se arrasta em campo como se estivesse em final de pelada! É muita esculhambação! Vanderlei tem que ter peito de fazer uma limpeza nesse elenco.

  3. Kaugamemods avatar

    Essa atuação foi simplesmente desastrosa, o time inteiro foi mal. Infelizmente o santos não fez 9 gols, assim metade do elenco seria despachado.

Leave a Reply

P