Share This Post

Blog da Fuzarca / Blogs

Um gesto enorme numa camisa gigante

Um gesto enorme numa camisa gigante

E o Vasco mostra mais uma vez sua incrível vocação de tirar polêmicas de onde não deveriam existir com a homenagem que fez ao Flamengo, estampando a bandeira do rubro-negro em sua camisa.

De um modo geral, o gesto foi visto como mais um dos muitos gestos de grandeza do Gigante da Colina. Mas, como não poderia deixar de ser, muitos torcedores – incluindo aí dirigentes do clube – ficaram revoltados. Para eles, foi como macular um símbolo vascaíno.

A homenagem poderia ser outra? Claro. O nome ou foto das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu seria algo mais adequado e, porque não dizer, justo. Mas é preciso levar em consideração que a homenagem não foi apenas a inclusão da bandeira na camisa.

As camisas também serão leiloadas e a renda revertida em benefício das comunidades do Vidigal e da Rocinha, que sofreram muito com as últimas chuvas no Rio de Janeiro. Além da inusitada inclusão da bandeira do maior rival ter tornado as camisas imediatamente em item de colecionador, também ampliou enormemente o público que pode se interessar pelo leilão. Com mais gente interessada, o leilão será mais disputado e com isso, a ajuda às comunidades será mais valiosa. Isso já seria o bastante para justificar a bandeira rubro-negra na camisa do Vasco.

Mas não é apenas essa a questão. Ao colocar a solidariedade acima de uma das maiores rivalidades do futebol nacional, o Vasco mostrou na prática, como nenhum outro clube fez antes – pelo menos que eu me lembre – que o discurso “rivais sim, inimigos nunca” pode ser posto efetivamente em prática. E, embora poucos tenham encarado dessa forma, evidencia a superioridade moral do clube da Colina. Não atoa, há muito tempo não se vê o Vasco com tanto destaque na imprensa e de maneira positiva.

É preciso lembrar que a homenagem é às vítimas, no caso representadas pelas cores do clube em que atuavam (como bem lembrou o Garone, da mesma forma que foi feito com a Chape à época do acidente que vitimou sua equipe). “Ah, não é a mesma coisa! O Vasco homenageou os culpados pela tragédia!”. Não, não homenageou. O Flamengo, A INSTITUIÇÃO, não apresenta plantas erradas, não deixa de cumprir as diretrizes do Corpo de Bombeiros nem colocar crianças em contêineres. Quem faz isso tudo, ou seja, os responsáveis pela tragédia, são os DIRIGENTES do clube. Não deveria ser tão complicado para nós, que sempre vemos a mídia e as torcidas rivais confundirem os desmandos dos nossos dirigentes com a instituição Vasco da Gama, entendermos isso.

Repetindo: um gesto tão nobre é uma prova da superioridade moral do Vasco. Quem se atém à rivalidade diante de uma demonstração de solidariedade não consegue perceber isso. E ao ignorar um ato tão simbólico, acaba dando uma importância ao Flamengo que a homenagem feita na armadura vascaína não chega sequer perto de dar.

Share This Post

JC Barbosa avatar
Com um pai flamenguista e uma mãe botafoguense, Julio Cesar "JC" Barbosa é a prova viva que ser vascaíno é predestinação, não imposição. Torcedor de estádio, tanto na Colina quanto no antigo Maraca (hoje Arena), escreve sobre o Gigante na internet desde 2007.