Share This Post

São Paulo / Vasco

Chuva, vento e bom futebol: cariocas reagem mas paulistas levam a Copa SP nos pênaltis

Chuva, vento e bom futebol: cariocas reagem mas paulistas levam a Copa SP nos pênaltis

Ficou no quase. Apesar da reação espetacular nos 15m finais da final da Copa São Paulo, empatando um jogo em que perdiam por 2 a 0, os “Meninos da Colina” pararam na cobrança de pênaltis. Na tarde desta sexta-feira (25), o time sub 20 do São Paulo foi mais eficiente na disputa, venceu por 3 a 1, e ergueu seu quarto troféu da Copinha. O Vasco ficou com o vice-campeonato, melhor colocação do clube nos últimos vinte anos.

PRIMEIRO TEMPO
Os donos da casa começaram melhor e encurralaram a equipe vascaína, que pareceu sentir a pressão de jogar contra mais de 30 mil torcedores rivais no Pacaembu. Os jogadores ficaram nervosos, não conseguiam jogar o futebol apresentado na competição e foram dominados. O São Paulo teve mais posse de bola, criou as melhores chances e saiu da primeira etapa com 1 a 0 a seu favor, gol de Gabriel Novaes, que escorou de cabeça um cruzamento de Anthony, da direita. No início da jogada João Pedro sofrera falta no campo de ataque.
SEGUNDO TEMPO 
Sob forte vento e chuva, as equipes retornaram no mesmo estilo de jogo para a segunda etapa. E logo aos sete minutos, o São Paulo ampliou o placar, com Anthony, explorando um lançamento em profundidade e fazendo 2 a 0. A partir de então, o Vasco entrou no jogo.
O time de Marcos Valadares começou a dominar a partida, perdeu três chances inacreditáveis, até que o meia Laranjeira sofreu falta na entrada da área, aos 30m. Lucas Santos bateu com maestria e fez um golaço, colocando o Vasco no jogo. Oito minutos depois, Riquelme achou o artilheiro Tiago Reis, que dominou com jeito de centroavante matador e bateu forte para marcar seu nono gol no torneio e empatar a partida.
O time carioca continuou pressionando, mas não conseguiu a virada. A decisão ficou para as penalidades máximas. Lucas Santos converteu, mas Thiago Couto defendeu as cobranças de Tiago Reis e Riquelme – o zagueiro Gabriel Norões bateu no travessão. No São Paulo,,Ed Carlos, Morato e Tuta marcaram, e Marcos Júnior chutou para fora.

O time do Vasco que fez boa campanha na Copa São Paulo Foto: reprodução/internet

FEDERAÇÃO LIMITA INGRESSOS AOS VASCAÍNOS
Apesar de não conquistar o título, o time foi elogiado por torcedores no estádio e nas redes sociais por ter  honrado a camisa jogando contra uma torcida de maioria esmagadora do São Paulo – a federação paulista só liberou dois mil ingressos para a torcida do Vasco. A diretoria do clube carioca tentou recorrer, pedindo a liberação do setor do “Tobogã”, mas o pedido foi negado sob a justificativa de que os ingressos já estavam sendo comercializados. Em uma final hipoteticamente neutra, o São Paulo acabou colocando cerca de 35 mil torcedores, e o Vasco dois mil.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 (3) x 2 (1) VASCO
COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JÚNIOR 2019 – FINAL
DATA: 
sexta-feira, 25/01/2019
HORÁRIO: 15h30 (Brasília)
LOCAL: Pacaembu, São Paulo (SP)
PÚBLICO: 33.199 (37.315 presentes)
RENDA: R$ 874.745,00
ÁRBITRO: Douglas Marques das Flores
ASSISTENTES: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Fabrini Bevilaqua Costa
GOLS: Gabriel Novaes (SPO), 38 minutos do 1º tempo; Antony (SPO), aos 7, Lucas Santos (VAS), aos 30, e Tiago Reis (VAS), aos 38 minutos do 2º tempo
CARTÃO AMARELO: Diego (SPO); Coutinho (VAS)

SÃO PAULO: Thiago Couto; Caio, Tuta, Morato e Welington (Fasson); Diego e Rodrigo Nestor (Vitinho); Paulinho (Marcos Junior), Antony (Sena), Gabriel Novaes (Ed Carlos) e Fabinho (Weverton). Técnico: Orlando Ribeiro

VASCO: Alexander; Tenório, Ulisses, Norões e Coutinho (Riquelme); Bruno Gomes (Laranjeira), Linnick (Alexandre) e Caio Lopes; João Pedro (Talles), Tiago Reis e Lucas Santos. Técnico: Marcos Valadares

Share This Post

Matheus Reis avatar
Roteirista por formação, estudante de Jornalismo na UniCarioca e Ciências Sociais na Uerj. Cobertura do Vasco no Futebolzinho.Com.