Share This Post

Copa do Brasil / Vasco

Argentino converte pênalti duvidoso e clube avança à próxima fase da competição

Argentino converte pênalti duvidoso e clube avança à próxima fase da competição

O Vasco de Alberto Valentim não conseguiu honrar a bela recepção que teve em sua chegada a Juazeiro, no interior da Bahia. A pífia atuação diante da Juazeirense (BA), nesta quarta-feira (06), pela Copa do Brasil, deixou muito a desejar. O time saiu na frente com um gol de Yan Sasse, ainda no primeiro tempo, sofreu a virada no segundo, e só não foi eliminado por conta da marcação de um pênalti duvidoso em Marrony, bem cobrado por Maxi López, aos 43m. O 2 a 2 classificou os vascaínos para na próxima fase da competição enfrentar o vencedor do confronto contra o Serra-ES e Remo.

O time da casa começou a partida incendiando o estádio Adauto de Morais. Mas as chances de gol criadas na base da correria, aproveitando o gramado irregular, desenfreada pararam nas mãos de Fernando Miguel. Aos 12 minutos, com uma jogada que começou com o argentino Maxi Lopez e passou pelos pés de Bruno César e Raúl Cáceres, o novato Yan Sass, e abriu o placar para o time carioca. Mesmo com um primeiro tempo sem criatividade e marcado pelos ‘chutões’, o Vasco acreditava ter tudo sob controle.

No segundo tempo, logo aos 5m, o atacante Gustavo Balotelli fez jus ao nome e deixou tudo igual no placar. O Vasco não conseguia articular boas jogadas de ataque e nem o apagão nos refletores que paralisou a partida por mais de vinte minutos, serviu para acertar o que estava errado. No reinício, o time baiano continuou com a posse de bola e em uma das tentativas, o Leandro Castán derrubou Baloteli, pênalti que Nino Guerreiro converteu. Valentim trocou Andrey por Ribamar, o time passou a forçar as bolas longas e conseguiu o empate.

Aos 43m, Marrony forçou a jogada individual sobre o volante Maicon, passou pelo marcador e caiu na área e o árbitro Rafael Tracy (SP) marcou o pênalti. Maxi Lopez converteu e empatou em 2 a 2. Salvou o Vasco de uma eliminação precoce e vexatória num dos torneios mais importantes para o clube em 2019, mas não desfez a desconfiança de que muita coisa precisa melhorar. O time volta aos gramados no próximo domingo (10), às 17h, no Maracanã, para enfrentar o Resende pela semifinal da Taça Guanabara.

FICHA TÉCNICA:
JUAZEIRENSE-BA 2 X 2 VASCO-RJ

Local: estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA)
Árbitro: Rafael Traci (SP)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (SP) e Jefferson Piva da SIlva (SP)
Cartões amarelos: Emílio, Douglas, Maicon e Balotelli (Juazeirense); Bruno César (Vasco)
GOLS: Jueirense: Balotelli, aos 5min do segundo tempo; Nino Guerreiro, aos 32m do segundo tempo; Vasco: Yan Sasse. aos 13min do primeiro tempo; Maxi López, aos 45m do segundo tempo

JUAZEREINSE: Douglas, Ewerton (Maicon), Emilio, Emerson e Wallace; Waguinho, Patrick e Rogerinho (Kattê); Hugo (Jacó), Nino Guerreiro e Baloteli. Técnico: Aroldo Moreira. 

VASCO: Fernando Miguel, Cáceres, Leandro Castán, Werley e Danilo Barcelos; Andrey (Ribamar), Lucas Mineiro, Yan Sasse (Yago Pikachu) e Bruno César (Thiago Galhardo); Marrony e Maxi López. Técnico: Alberto Valentim

REDAÇÃO: Futebolzinho.com

FICHA: Gazeta Esportiva

FOTO: Rafael Ribeiro

Share This Post