Share This Post

Vasco

Sub-20 volta a campo e tenta avançar rumo ao segundo título da Copa São Paulo

Sub-20 volta a campo e tenta avançar rumo ao segundo título da Copa São Paulo

O Vasco enfrenta o Manthiqueira às 17h30 (de Brasília) na tarde desta segunda-feira (14), em Guaratinguetá, em partida válida pela terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O time carioca se classificou com a goleada por 4 a 0 sobre Juventude (três gols do centroavante Tiago Reis e um do atacante João Laranjeira), na manhã de sábado (12), em Taubaté. À tarde, em Guaratinguetá, o Manthiqueira venceu o Tubarão-SC nos pênaltis, após empate em 2 a 2, e disputará esta fase do torneio pela primeira vez.

O clube carioca tenta seu segundo título na competição. O primeiro e único foi conquistado em 1992 – há 27 anos, portanto. O time era treinado pelo técnico Gaúcho, e possuía atletas nascidos em 71, 72, 73 e 74.

A equipe em questão havia conquistado alguns títulos da categoria em 1991, como a Taça Belo Horizonte, Taça Carlinhos Maracanã e o Campeonato Carioca, e chegou embalada para disputar a Copinha no ano seguinte.

Na primeira fase, em disputa por pontos corridos, o Vasco enfrentou cinco equipes e se classificou na última vaga, atrás do São Paulo, eliminando Bahia, Atlético Mineiro, Portuguesa e Nacional-SP. O torneio, na época, contava com apenas 24 equipes, bem menos do que as 128 que participam da edição deste ano.

Após passar pela primeira fase, o Vasco entrou nas quartas-de-final e precisou passar pela Ponte Preta para seguir na competição. Já era a única representante do Rio de Janeiro. Em Campinas, o Expressinho, alcunha dada aos times juvenis do Vasco, venceu a Ponte por 3 a 1 e conquistou a vaga na semifinal.

Valdir Bigode foi o artilheiro da Copa São Paulo de 1992 *Foto: Sérgio Berezovsky)

Na semifinal, enfrentou o Santa Tereza, de Minas Gerais, equipe que não possuía tanta tradição como os adversários anteriores, mas fazia campanha espetacular e surpreendente, superando Corinthians e Fluminense na fase de grupos e o Santos nas quartas de final. Apesar do bom retrospecto, os mineiros não conseguiram superar o time liderado pelo artilheiro Valdir Bigode, que venceu por 2 a 0.

No dia 25 de janeiro, data do aniversário da cidade de São Paulo, o Vasco enfrentou o São Paulo no Pacaembu. Mesmo com o adversário jogando na sua cidade, o time não se intimidou. Segurou a pressão paulista e, aos 43m da primeira etapa, num escanteio, abriu o placar com um gol de cabeça de Valdir.

Aos 20m do segundo tempo, Andrei deixou tudo igual e levou a final para as cobranças de pênalti. Mona, do São Paulo, errou logo a primeira cobrança, e o Vasco não desperdiçou nenhuma: Vítor, Tinho, Leandro Ávila, Vianna e Fábio marcaram. A vitória por 5 a 3 nas penalidades deu ao clube o único título da Copa São Paulo.

A equipe campeã cedeu inúmeros jogadores para a equipe principal. Caetano, Pimentel, Tinho, Alex Pinho, Leandro Ávila, Hernande e Valdir não apenas chegaram aos profissionais, como participaram da conquista de títulos importantes, em especial o Tricampeonato Estadual (1992, 1993 e 1994), o único da história do clube.

O time campeão da Copinha em 92 com o lateral Pimentel e o atacante Valdir Bigode

Escalação do Vasco: Caetano; Pimentel, Alex Pinho, Tinho e Josenilson (Fábio); Viana, Leandro Ávila, Vítor e Denilson (Pedro Renato); Valdir Bigode e Hernande. Técnico: Gaúcho.

 

 

Share This Post

Matheus Reis avatar
Roteirista por formação, estudante de Jornalismo na UniCarioca e Ciências Sociais na Uerj. Cobertura do Vasco no Futebolzinho.Com.