Share This Post

Vasco

Thiago Galhardo revela amuleto em seu filho e confia em ‘fazer com que o Vasco fique’

Thiago Galhardo revela amuleto em seu filho e confia em ‘fazer com que o Vasco fique’

A semana não é fácil para o Vasco. O time enfrenta o Ceará no próximo domingo (02) para disputar a sua permanência na Série A em 2019. O meia Thiago Galhardo concedeu entrevista coletiva no CT do Almirante e ressaltou que a equipe depende apenas de si mesmo para conquistar a vaga.

“Não precisamos olhar para ninguém. Precisamos vencer ou empatar o jogo para ficar na Série A. Se vencer, conseguimos chegar na Sul-Americana. Essas são as nossas contas.”

O camisa 8 do cruz-maltino, que tem tido um ótimo entrosamento com o atacante Maxi Lopez depois que voltou a atuar na sua posição de origem, não se esquivou da responsabilidade que o momento exige.

“Jogar no Vasco no momento bom é muito bom, mas jogar no momento complicado tem que ter personalidade e botar a cara, fazer com que o Vasco fique na primeira divisão. Temos mais 90 minutos contra um adversário muito difícil, que já escapou do rebaixamento. Vai ter o estádio lotado, mas temos que fazer nossa obrigação que é buscar o empate ou até a vitória para permanecer na Série A.”

Para enfrentar esse desafio, o atleta revelou seu amuleto: o filho Bernard, que completou um ano nesta semana. Thiago Galhardo acredita que a comemoração possa trazer sorte.

“Hoje é aniversário do meu filho. Se eu ficar parado, só vou ficar fazendo conta, simulação, pensando. Vou comemorar hoje. É um ano, nunca passa em branco. Tem tradição na família de fazer a festa do circo. Circo traz sorte. Comemorando hoje, como foi com meus irmãos e meu filho, quem sabe não traga sorte para domingo?”

CONFIRA OUTROS TÓPICOS

ATUAÇÕES DA EQUIPE

“A gente vem jogando muito bem. Os resultados não têm vindo, mas o time tem jogado bem e se portado muito bem em campo. Tem homens aqui. Trabalhadores. Nunca fugiram das responsabilidades que têm. Os últimos cinco jogos que fizemos foram bons. Quando você faz bons jogos, por mais que a vitória não venha, significa que você está no caminho certo. O problema seria se a gente estivesse jogando como contra o Fluminense, em que sofremos o tempo inteiro. Isso, sim, seria incômodo e meio tenso para ir para a última rodada. Mas o que fizemos no primeiro tempo contra o Palmeiras serve muito.”

JOGO FORA DE CASA

“Para nos livrarmos do rebaixamento só precisamos do empate. Já empatamos 10 vezes fora do Rio. Mas o Vasco sempre entra em campo para vencer e vamos lá em busca da vitória. Temos hoje para começar a reorganizar o time com as perdas que mais uma vez tivemos.”

LEMA PARA A PARTIDA DECISIVA

“Tranquilidade e equilíbrio. Tem que saber que não vamos jogar os 90 minutos bem, na hora que tivermos sofrendo, temos que saber sofrer, mas sabendo que podemos encaixar um contra-ataque.”

BALANÇO DE SEU ANO PESSOAL

“Ano super produtivo, bem positivo. Para ficar perfeito, precisamos permanecer na Série A. O que eu puder fazer para ajudar, vou fazer. Meus números são positivos, e a renovação diz que correspondi ao que eles esperavam.”

Share This Post

Fernanda Vidon avatar
Carioca, 18 anos. Cursando jornalismo ou, eu diria... vivendo um sonho! Na cobertura do Vasco pelo Futebolzinho. Além disso, apaixonada por rap br e auto conhecimento. "Prometa a si mesmo que terá uma vida incrível e o Universo entenderá o recado."
P