Share This Post

Avaí / Campeonato Brasileiro / Vasco

Time tem mudanças na estreia de Vanderlei

Time tem mudanças na estreia de Vanderlei

Na estreia de Vanderlei Luxemburgo, o Vasco terá novidades para enfrentar o Avaí, neste domingo (19), às 19h (horário de Brasília), válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. na estreia de Vanderlei Luxemburgo. Ao longo da primeira semana de treinamentos, o treinador mexeu na equipe e voltou a dar oportunidades para dois jogadores que estavam “esquecidos”: Andrey e Bruno César. Além desses retornos, Yago Pikachu voltará para sua posição de origem.

Enquanto o primeiro só atuou em oito jogos na temporada – somente dois como titular, contra Americano e Juazeirense -, o meio-campo Bruno César entrou em campo 20 vezes e marcou três gols. A principal contratação do Vasco nesta temporada não inicia uma partida desde a primeira partida da final do Campeonato Carioca. Na ocasião, foi substituído pelo antigo técnico, Alberto Valentim, no intervalo.

Já o lateral-direito Yago Pikachu vinha atuando como meio-campo e até atacante. Entretanto, na última partida, foi deslocado mais uma vez para a lateral – a primeira vez em 2019 no início de um jogo -, sob o comando de Marcos Valadares, e deverá permanecer assim. Para a zaga, Vanderlei deve contar com as voltas de Werley e Leandro Castán, recuperados de lesão.

Desta forma, a provável escalação do Vasco é: Sidão; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan e Henrique; Andrey, Lucas Mineiro e Bruno César; Rossi, Maxi López e Marrony.

VANDERLEI LUXEMBURGO:

Há quase dois anos longe do futebol, o técnico Vanderlei Luxemburgo assume o comando do Vasco com a missão de fazer uma boa campanha no Campeonato Brasileiro. Para isto, Luxemburgo poderá contará com o seu histórico, por exemplo: entre todos os técnicos do Brasil, ele detém a 10ª melhor média de pontuação – 1,61 ponto por jogo (em 448 partidas, segundo o site Infobola). Além disso, é o técnico com mais jogos, vitórias no Brasileirão (330 resultados positivos em 712 partidas) e títulos na história, com cinco conquistas. O último trabalho de Luxemburgo foi de maio a outubro de 2017, no Sport. Veja abaixo todas as campanhas dele desde o início dos pontos corridos:

 

  • 2015 – Cruzeiro: 1,24 ponto/jogo (6 vitórias, 3 empates e 8 derrotas)
  • Flamengo: 0,33 ponto/jogo (1 ponto e 2 derrotas)

 

  • 2014 – Flamengo: 1,67 ponto/jogo (13 vitórias, 6 empates e 8 derrotas)

 

  • 2013 – Fluminense: 1,13 ponto/jogo (6 vitórias, 9 empates e 9 derrotas)
  • Grêmio: 1,60 ponto/jogo (2 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

 

  • 2012 – Grêmio: 1,87 ponto/jogo (20 vitórias, 11 empates e 7 derrotas)

 

  • 2011 – Flamengo: 1,61 ponto/jogo (15 vitórias, 16 empates e 7 derrotas)

 

  • 2010 – Flamengo: 1,27 ponto/jogo (3 vitórias, 5 empates e 3 derrotas)
  • Atlético-MG: 0,88 ponto/jogo (6 vitórias, 3 empates e 15 derrotas)

 

  • 2009 – Santos: 1,35 ponto/jogo (9 vitórias, 8 empates e 9 derrotas)
  • Palmeiras: 1,71 ponto/jogo (3 vitórias, 3 empates e 1 derrota)

 

  • 2008 – Palmeiras: 1,71 ponto/jogo (19 vitórias, 8 empates e 11 derrotas)

 

  • 2007 – Santos: 1,63 ponto/jogo (19 vitórias, 5 empats e 14 derrotas)

 

  • 2006 – Santos: 1,68 ponto/jogo (18 vitórias, 10 empates e 10 derrotas)

 

  • 2004 – Santos : 2,02 pontos/jogo (25 vitórias, 8 empates e 8 derrotas)

 

  • 2003 – Cruzeiro: 2,17 pontos/jogo (31 vitórias, 7 empates e 8 derrotas)

FICHA DO JOGO:

Data/Hora: Domingo, 19 de Maio de 2019 – 19h
Local: São Januário – Rio de Janeiro – RJ
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Árbitro de Vídeo: Leandro Pedro Vuaden (RS)

VASCO: Sidão; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan e Henrique; Andrey, Lucas Mineiro e Bruno César; Rossi, Maxi López e Marrony. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

AVAÍ: Vladimir; Iury, Betão, Ricardo e Igor Fernandes; Mosquera, Pedro Castro e Luan Pereira; João Paulo, Daniel Amorim e Getúlio. Técnico: Geninho

 

FOTO: Rafael Ribeiro/Vasco

Share This Post

Gabriel Lutterbach avatar
Jornalista em formação, 19 anos, mais carioca do que mineiro, mesmo sendo ao contrário na realidade. Setorista do Fluminense pelo Futebolzinho. Tudo que eu entendo do ser humano, devo ao futebol.
P