Share This Post

Corinthians / Vasco

Vital salva o Corinthians e deixa o Vasco em situação ainda mais incômoda na tabela

Vital salva o Corinthians e deixa o Vasco em situação ainda mais incômoda na tabela

O Vasco não chegou a fazer uma grande partida, mas merecia mais sorte. O time de Alberto Valentim foi derrotado pelo Corinthians de Jair Ventura, por 1 a 0, na noite deste sábado, na Arena Itaquera, em São Paulo, e chegou a seu terceiro jogo seguido sem vitória na reta final do Brasileiro. O gol foi marcado pelo ex-vascaíno Mateus Vital, de cabeça, aos 4m do segundo tempo de um jogo tenso, válido pela abertura da 35ª rodada do Brasileiro.

O resultado deixou o Vasco em situação delicada, com 39 pontos, precisando de mais seis nos nove que disputará, para atingir os 45 e garantir a permanência na Séria A. O matemático Tristão Garcia vê possibilidades de permanência com 44 ou 43 pontos. Desde da adoção dos pontos corridos com 20 clubes, em 2006, só a Portuguesa de 2012 livrou-se do rebaixamento com dez vitórias. O número mínimo costuma ser onze.

O meia Thiago Galhardo luta pela posse da bola. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Os vascaínos reclamaram, com razão, da arbitragem do goiano Wílton Pereira Sampaio, que não marcou dois pênaltis – um do meia Thiaguinho em Kelvin, no primeiro tempo, outro do lateral Danilo Avelar em Marrony, aos 40 do segundo. Este último em lance semelhante ao que originou pênalti apitado pelo mesmo árbitro a favor do Pameiras no 1 a 1 com o Atlético-MG na rodada passada. O técnico Alberto Valentim foi expulso por reclamação.

O Corinthians, com a vitória, chegou aos 43 pontos, ficando a seis da Chapecoense, o primeiro time da zona de rebaixamento, que neste domingo enfrenta o Grêmio, em Porto Alegre. Na luta contra o Z-4, o Vitória também foi derrotado neste sábado pelo Atlético-PR, no Barradão, por 2 a 0; o Sport recebe o Flamengo neste domingo, às 17h (de Brasília); e o Ceará viajá ao Rio para enfrentar o Fluminense, às 20h (de Brasília) de segunda-feira (19).

O JOGO

O primeiro tempo foi equilibrado, com predominância inicial do Corinthians. Os paulistas tentaram fazer pressão, mas insistiram nos cruzamentos sobre a área. O Vasco, bem agrupado em sua intermediária, só começou a sair para o jogo depois da primeira meia-hora de jogo. Aos 37, Kelvin driblou na risca da área e foi derrubado por Thiaguinho. A falta, que não foi marcada, gerou polêmica quanto se fora dentro ou fora da área.

O lateral Fagner dá combate ao atacante Andres Rios. Foto: Rafael Ribeiro/ Vasco

No segundo tempo, logo aos 4m, Fagner cruzou da direita e Mateus Vital, o “Mateus Pet” dos tempos do Vasco, fez o gol do Corinthians, subindo por trás do volante Raul, que jogaram improvisador na lateral-direita. O Vasco reagiu, mas pouco ameaçou. Assustou numa cabeçada de Leandro Castán e num belo arremate de Osvaldo Heníquez que acertou o travessão. O Corinthians teve oportunidade num contra-ataque com Roger, que chutou fora.

Com 43 pontos, o Corinthians está em 12º lugar. Na próxima rodada, os paulistas enfrentam o Atlético-PR, em Curitiba, na quarta, 21h45. Depois dos paranaenses, os últimos dois jogos são contra a Chapecoense, em São Paulo, e o Grêmio, em Porto Alegre. O Vasco tem 39 pontos e enfrenta o São Paulo, na quinta-feira (22), às 20h, em São Januário. Nas últimas duas rodadas, pega o Palmeiras, também no Rio, e o Ceará, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 VASCO

Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data/hora: 17/11/18 – 19h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Renda/público: R$ 1.350.667,50/38.605 pagantes
Cartões amarelos: Fagner, Jadson (COR) e Fernando Miguel, Leandro Castan (VAS)
Cartão vermelho: Alberto Valentim intervalo (VAS)

GOL: Mateus Vital 4’/2ºT (1-0)

CORINTHIANS:
 Cássio, Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Thiaguinho (Araos 33’/2ºT); Pedrinho, Jadson e Mateus Vital (Clayson 12’/2ºT); Danilo (Roger 29’/2ºT). Técnico: Jair Ventura.

VASCO: Fernando Miguel, Raul (Caio Monteiro 23’/2ºT), Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Leandro Desábato e Andrey (Dudu 34’/2ºT); Thiago Galhardo, Yago Pikachu e Kelvin (Marrony 29’/2ºT); Andrés Rios. Técnico: Alberto Valentim.

FONTE: Globoesporte.Com / Lancenet
REDAÇÃO: Futebolzinho.Com

 

Share This Post